Sexta-feira, 2 de maio de 2014, atualizada às 11h34

Vereador apresenta atestado médico e adia processo de cassação em Santana do Deserto

Câmara Santana do Deserto

A reunião extraordinária da Câmara Municipal de Santana do Deserto que decidiria sobre a cassação do vereador Carlos Henrique de Carvalho (PSD), na última quarta-feira, 30 de abril, foi adiada para a próxima quarta-feira, 7 de maio. O acusado apresentou um atestado médico para justificar a sua ausência na reunião, impedindo o presidente da casa, Walace Vasconcelos (DEM) de levar adiante a votação. O prazo final para a realização da sessão é 8 de maio.

O vereador é acusado de fraude na licitação do transporte escolar do município, cuja empresa do filho do vereador foi a vencedora. Em sua defesa, ele confirmou ser motorista da prestadora de serviços, mas que isso não configuraria improbidade administrativa, já que o contrato com a prefeitura é feito em nome da pessoa jurídica e não do parlamentar.

A reunião agendada para a última quarta analisaria o parecer da Comissão Parlamentar de Inquérito após a rejeição de um mandado de segurança contra o presidente da Câmara, que Carlos Henrique teria solicitado à juíza Mônica Barbosa dos Santos, da Comarca de Matias Barbosa.

Os vereadores decidiram emitir uma nova notificação para o comparecimento de Carlos Henrique na segunda-feira, publicando-a inclusive no Jornal Minas Gerais e em outros jornais e veículos de comunicação. 

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.