Juiz de Fora - MG

Quarta-feira, 13 de agosto de 2014, atualizada às 12h56 e às 14h56

Morre o candidato à presidência da república Eduardo Campos

Morreu em um acidente aéreo em Santos (SP) na manhã desta quarta-feira, 13 de agosto, o candidato à presidência da república Eduardo Campos (PSB), de 49 anos. A informação foi confirmada pela Rádio CBN e pelo canal de notícias Globo News. 

Além do candidato, estavam no avião o fotógrafo Alexandre Severo Gomes da Silva, os assessores Carlos Augusto Ramos Leal Filho (Percol) e Pedro Almeida Valadares Neto, o cinegrafista Marcelo de Oliveira Lyra e os pilotos Geraldo da Cunha e Marcos Martins.

De acordo com informações da Rede Globo, o político estava na aeronave Cessna 560XL, prefixo PR-AFA. O avião decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao Aeroporto de Guarujá. Quando se preparava para o pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo. Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave. Outras sete pessoas ficaram feridas, já que o avião caiu em uma área residencial.

Autoridades e candidatos se manifestam

Autoridades e candidatos já se manifestaram sobre a morte do ex-governador de Pernambuco. No Facebook, o candidato ao governo de Minas, Tarcísio Delgado, também do PSB, lamentou a morte de Eduardo.

"Sentimos uma profunda dor em nossos corações com a perda do amigo Eduardo Campos, nosso candidato a presidente da República. Perdemos um grande político e, mais que isso, um grande ser humano.

Entre as jovens lideranças do nosso país, poucos nomes se igualavam à capacidade, ao preparo e à visão política humanitária, moderna e inovadora de Eduardo Campos.

Sua presença nas eleições presidenciáveis de outubro será insubstituível. Ele ficará para sempre em nossas memórias como um homem bom, alegre, exemplar e como um político admirável por suas ideias e pelo amor com que ele dedicou a sua vida ao bem comum.

Nossa solidariedade à família e aos amigos do inesquecível Eduardo Campos".

Dilma Rousseff (PT)

O Brasil inteiro está de luto. Perdemos hoje um grande brasileiro, Eduardo Campos. Perdemos um grande companheiro. Neto de Miguel Arraes, exemplo de democrata para a minha geração, Eduardo foi uma grande liderança política. Desde jovem, lutou o bom combate da política, como deputado federal, ministro e governador de Pernambuco, por duas vezes.

Tivemos Eduardo e eu uma longa convivência no governo Lula, nas campanhas de 2006, 2010 e durante o meu governo. Estivemos juntos, pela última vez, no enterro do nosso querido Ariano Suassuna. Conversamos como amigos. Sempre tivemos claro que nossas eventuais divergências políticas sempre seriam menores que o respeito mútuo característico de nossa convivência.

Foi um pai e marido exemplar. Nesse momento de dor profunda, meus sentimentos estão com Renata, companheira de toda uma vida, e com os seus amados filhos. Estou tristíssima. Minhas condolências aos familiares de todas as vítimas desta tragédia.

Decretei luto oficial de 3 dias em homenagem à memória de Eduardo Campos. Determinei a suspensão da minha campanha por 3 dias.

Aécio Neves, senador - PSDB

É com imensa tristeza que recebi a notícia do acidente que vitimou o ex-governador e meu amigo Eduardo Campos. O Brasil perde um dos seus mais talentosos políticos, que sempre lutou com idealismo por aquilo em que acreditava.

A perda é irreparável e incompreensível. Nesse momento, minha família e eu nos unimos em oração à família de Eduardo, seus amigos e a milhões de brasileiros que, com certeza, partilham a mesma perplexidade e pesar.

Júlio Delgado, deputado federal e presidente do PSB de Minas Gerais

"É com muito pesar que recebo a notícia da tragédia que envolve o Eduardo Campos. Estou muito abalado.
Vou agora para São Paulo para acompanhar de perto as investigações sobre o acidente".

Jucelio Maria, vereador em Juiz de Fora pelo PSB

"Para nós do Partido Socialista Brasileiro, além de uma perda pessoal e significativa, a gente perde nesse momento uma possibilidade de aprofundamento de diálogo mais profundo se o Eduardo fosse presidente.

Tinha uma vontade muito grande de transformar a sociedade brasileira através da base. Falava na educação de qualidade e de tempo integral como um dos pilares para mudar o país. É uma perda pessoal e política muito grande para nós".

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.