Juiz de Fora - MG

Quinta-feira, 4 de maio de 2017, atualizada às 15h19

Autoridades debatem segurança pública na Zona da Mata

Lucas Soares
Repórter

O deputado estadual Isauro Calais (PMDB) convocou, na manhã desta quinta-feira, 4 de maio, um encontro para debater questões voltadas à segurança pública na Zona da Mata. A reunião foi realizada em um hotel na região central de Juiz de Fora e contou com a presença de integrantes do alto escalão da Polícia Civil, da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, além de prefeitos de diversas cidades da região.

Proponente do encontro, Isauro afirmou que há um pedido de socorro constante por parte de prefeitos e vereadores de cidades da região. "Nós estamos convivendo com um estado de violência, que é sabido por todos. A Zona da Mata empobreceu e isso fez com que o jovem fosse levado para criminalidade, drogas e ao tráfico... É preciso que o Estado escute a Zona da Mata e, com urgência, nos dê uma divisa segura com o Rio de Janeiro e o Espírito Santo. Você encontra moleques de 12, 13, 15 anos com armas de alto calibre na mão. O estado avalia que Juiz de Fora tenha 550 mil habitantes, quando, na verdade, temos mais de um milhão", destaca.

Por outro lado, o comandante da 4ª Região da Polícia Militar, coronel Alexandre Nocelli, acredita que é preciso mais participação da população em questões de segurança. "Todas as nossas reivindicações são feitas internamente, temos vinculação com a Secretaria de Segurança Pública. Tivemos um aporte de viaturas recente, e junto com recursos humanos, consideramos satisfatórias para fazer nosso trabalho. A projeção é diminuir a violência até o final do ano. Nosso maior déficit é a participação da sociedade, que precisa entender que, apesar de segurança pública ser dever do Estado, é de responsabilidade de todos. A comunidade tem que pensar nos jovens, que canalizam sua energia para o mal, cometendo homicídios precocemente, e propiciar espaços para que elas possam fazer o bem", acredita.

Presente na reunião, o Secretário de Estado de Segurança Pública, Sérgio Barboza Menezes, afirma que vai ouvir os pedidos de prefeitos para melhorar a atuação das policias na Zona da Mata. "Precisamos trazer mecanismos de prevenção, com trabalho de inteligência. O nosso plano é dar conhecimento do que a Secretaria tem, ouvir os prefeitos, e trabalhar em conjunto. A prefeitura é parte da segurança pública em suas cidades", garante.

No encontro, ele anunciou que o Projeto Fica Vivo, de iniciativa do governo estadual, será implantando em Juiz de Fora. A ação atende a adolescentes e jovens, de 12 a 24 anos, e promove atividades educativas e culturais que buscam a prevenção de homicídios.

Já falando especificamente sobre Juiz de Fora, o prefeito Bruno Siqueira (PMDB), afirma que tem cobrado de forma "insistente" a melhora da segurança na região. "A reunião é mais um passo para reforçar todo  o contingente de policiamento em nosso município e nas cidades da Zona da Mata. Percebemos uma melhora significativa do trabalho, principalmente da PM e da PC, que eles têm ido mais às ruas combater a violência. A parceria com a prefeitura continua. Temos feito várias parcerias com a PM, como o Olho Vivo, além do aluguel de vários espaços. Queremos dar continuidade ao trabalho", afirma.

O superintendente de investigações e polícia judiciária da Polícia Civil de Minas Gerais, Márcio Lobato Rodrigues, que representou o departamento no encontro, falou em pedido de ajuda ao governo. "É evidente que estamos com muitas dificuldades, a crise financeira que atinge o país não é diferente. Outras unidades da federação estão em situações até mais difíceis do que a nossa. Vamos conhecer os problemas e verificar a possibilidade de remanejar recursos pessoais ou materiais para diminuir as questões que afetam a região", relata.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.