• Assinantes
  • Autenticação
  • Política
    Segunda-feira, 20 de maio de 2019, atualizada às 17h45

    Câmara debate construção de empreendimento no Vale do Ipê nesta terça

    Da redação

    Nesta terça-feira, 21 de maio, às 15h, a Câmara Municipal abre sequência de audiências públicas com debate sobre possíveis impactos relacionados a nova construção de unidades habitacionais no bairro Vale do Ipê. O terreno da extinta fábrica de tecidos Ferreira Guimarães, está situado entre as ruas Antônio Fellet, Vale do Ipê, e Rua Benjamin Guimarães, Democrata. O empreendimento foi o primeiro na cidade atender a obrigatoriedade de elaboração do Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV), por apresentar um projeto com mais de 1.200 apartamentos, esbarrando, assim, na Lei Municipal de 2015, que estipula esta obrigatoriedade.

    Um dos moradores do bairro Vale do Ipê Sérgio Faria afirma que a discussão desta audiência não se limita apenas ao seu bairro, já que há alguns anos, novos empreendimentos têm surgido pela cidade sem um acompanhamento dos seus impactos pelo Poder Público. "É importante que representantes de outros bairros, também afetados pela implantação desordenada desses grandes conjuntos habitacionais, estejam presentes para debatermos juntos, como também é o caso da Cidade Alta. Eles estão sendo construídos sem uma análise prévia dos impactos que causarão para suas vizinhança e toda a cidade", destaca.

    O pedido foi feito pelos vereadores Juraci Scheffer (PT) e Zé Márcio Garotinho (PV) para discutir as questões que envolvem construções no bairro Vina Del Mar e Vale do Ipê.

    Outras audiências

    No dia 22, às 15h, a discussão é sobre o papel da Cadeia Produtiva do Leite e seus derivados em nossa região, o pedido foi feito pelo vereador Marlon Siqueira (MDB). Já no dia 24, às 15h, a pedido do Executivo Municipal, terá a apresentação dos dados do desempenho do Município em relação às metas fiscais estabelecidas pela Lei de Diretrizes Orçamentárias.

    Na terça-feira, 28, também às 15h, o vereador Antônio Aguiar (MDB) solicitou o embate sobre o não cumprimento da Lei que dispõe sobre a não obrigatoriedade das pessoas autistas ou com transtorno do Espectro Autista e que possuem a gratuidade do transporte coletivo urbano do município de serem identificadas por meio de reconhecimento biométrico facial.

    A última audiência pública acontece na quarta-feira, 29, com início às 19h. O pedido feito pelo vereador Sargento Mello Casal (PTB) irá discutir os riscos para 1.300 crianças que serão expostas à violência que acompanha a transferência do núcleo do cidadão de rua do centro da cidade para o bairro Costa Carvalho.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.