• Assinantes
  • Autenticação
  • Política
    Sexta-feira, 23 de agosto de 2019, atualizada às 9h13

    Câmara realiza pregão para locação de veículos

    Da redação

    Um pregão presencial está previsto para recebimento de propostas de locação de veículos para a Câmara Municipal, no próximo dia 28 de agosto. O diretor administrativo, Cloves Santos, explica que continua indenizando pelo menor preço do mês com regularidade fiscal, cujo valor está em torno de R$1.300. O que está sendo feito é uma cotação com o mercado para compreender os valores da prestação do serviço, “o que não significa, em absoluto, que vamos homologar por preço maior do que o que já pagamos”.

    Cloves esclarece que é preciso entender o que significa estimativa em licitação, o que não está na compreensão do senso comum. Ao contrário de que se imagina, a estimativa se relaciona à média entre todos os valores ofertados. “Para você ter uma ideia, temos aqui o menor valor de R$ 1.441 e o maior em R$3.420. Nós fazemos o cálculo por essa média, mas nenhum desses valores deve ser compreendido como finais, por três motivos: primeiro, porque no pregão ganha o menor preço; segundo, só saberemos os preços das empresas na abertura dos envelopes durante o pregão; e terceiro, não necessariamente após a abertura das propostas iremos homologar a compra. Não vamos pagar por valores que sejam maiores do que pagamos atualmente. A estimativa precisa ser feita considerando todos os possíveis valores para que tenhamos uma média e possamos trabalhar, mas de forma alguma ela está relacionada ao valor a ser pago”.

    A princípio, estão previstos 19 veículo, um deles com capacidade para sete lugares. “O que se planeja é que um dos carros locados tenha um tamanho maior para servir tanto em viagens quanto em serviços da Câmara que não sejam necessariamente dos vereadores – é o caso, por exemplo, da equipe da TV Câmara cujos equipamentos demandam maior espaço. Além disso, um veículo mais espaçoso evita que façamos duas viagens”, ressalta Cloves.

    A utilização de veículos por autoridades e servidores para as atividades inerentes à prestação dos serviços não é exclusivo da Câmara de Juiz de Fora, mas recorrente no serviço público e necessária. “Ressalto que o uso de veículos no exercício do mandato é fundamental para que os edis possam cumprir sua função fiscalizadora".

    Com informações da assessoria da Câmara

    A Melhor Internet Está Aqui

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.