Juiz de Fora - MG

Terça-feira, 3 de março de 2020, atualizada às 11h52

Revisão biométrica termina no dia 6 de março em Juiz de Fora e outras 61 cidades mineiras

Da redação

Os eleitores que deixaram para fazer esta semana o cadastramento biométrico, vão encarar filas extensas em Juiz de Fora. O prazo para revisão biométrica encerra na sexta-feira, 6 de março, em 62 municípios mineiros. Para atender mais pessoas, o posto na Câmara Municipal, no Parque Halfeld, atende com horário estendido até às 20h.

O Cartório Eleitoral - que funciona na Avenida Itamar Franco e o ônibus estacionado no Shopping Jardim Norte funcionam das 10h às 18h.

No ônibus, o atendimento é apenas por ordem de chegada. No posto e na sede do cartório, pode ser por ordem de chegada ou agendado. O agendamento pode ser feito no site do TRE ou pelo Disque-Eleitor (telefone 148).

Cancelamento do título

Mesmo com prazo prorrogado, até o dia 28 de fevereiro, 727.666 eleitores (26,37%) ainda não tinham realizado a biometria nas 62 cidades. Quem não fizer a revisão até sexta, 6, terá o título cancelado. Nesse caso, eles ficarão impedidos de votar em qualquer eleição oficial, incluindo as eleições municipais deste ano, até regularizarem a situação.

A regularização poderá ser feita a partir do dia 9 de março. Para o eleitor poder votar nas Eleições 2020, é necessário que o procedimento seja feito até 06 de maio, quando fecha o cadastro eleitoral. Essa também é a data limite para qualquer cidadão que precise fazer o alistamento eleitoral, atualização de cadastro, transferência de município, transferência para uma seção de fácil acesso e regularização de pendências por ausência de voto e justificativa em algum pleito.

Atendimento

Para fazer o recadastramento biométrico ou buscar outros serviços da Justiça Eleitoral, é necessário que o eleitor leve documento de identificação oficial e comprovante de endereço. São aceitos como documentos a carteira de trabalho, carteira de identidade, carteiras emitidas por órgãos reguladores de profissão, certidão de nascimento ou de casamento. A carteira de habilitação e o novo passaporte não valem como documento de identificação.

Quem já tiver o título pode levá-lo, para facilitar o procedimento. Para o eleitor do sexo masculino com mais de 18 anos que for tirar o título pela primeira vez, também é necessário apresentar o comprovante de quitação com o serviço militar.

Biometria em Minas Gerais

Nas eleições municipais de 2020, a biometria será obrigatória em 259 municípios mineiros, incluindo os 62 que estão terminando a revisão biométrica. Nas outras 594 cidades, o recadastramento biométrico já é realizado, mas ainda não há prazo definido para o comparecimento do eleitor. Dos 15.766.333 eleitores mineiros, 7.998.720 já fizeram o recadastramento, o que corresponde a 50,73% do eleitorado.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.