• Assinantes
  • Autenticação
  • Política
    Terça-feira, 14 de julho de 2020, atualizada às 17h54

    Vereadores e coordenador do Protocolo JF dialogam sobre mapeamento da Covid-19 em JF

    Da redação

    O idealizador do Protocolo JF, Sérgio Bara, participou nesta segunda-feira, 13, da Reunião Ordinária para apresentar aos vereadores os trabalhos de testagem para Covid-19 da população de Juiz de Fora. A iniciativa faz captação e orientação de cidadãos pelo aplicativo 'Dados do Bem'. Nos primeiros seis dias de testagem, houve 2.195 downloads do aplicativo, sendo 60,5% feitos por mulheres e 39,5% por homens. Ao todo, foram realizados até domingo, 12 de julho, um total de 148 testes com nove resultados positivos. “Nesse ritmo, a meta é chegar a 100 exames por dia, 50 no Independência Shopping e outros 50 no Shopping Jardim Norte”, prevê o coordenador do projeto.

    Os vereadores aproveitaram a ocasião para questionar e debater ações efetivas para a cidade tais como um setor de informações e inteligência para gestão efetiva de controle; mapeamento por geolocalização de contaminação por bairros; participação da população; e ação conjunta dos diversos setores da cidade. Quando questionado sobre a demora do país em adotar medidas efetivas para o enfrentamento da Covid-19, Sérgio argumentou que “o que importa não é o que passou, mas o que será feito daqui pra frente”. Ele explicou que inicialmente há a estimativa de R$ 4 milhões de reais para testar 2,5 % da população de Juiz de Fora. “Essa foi a meta estabelecida, mas não vamos parar nisso até que haja vacina".

    Ele ressaltou ainda que em Juiz de Fora já foram aplicados mais de 5 mil testes, mas sem geolocalização. O projeto em questão amplia a capacidade porque possibilita ferramentas nesse sentido. “O protocolo chega para dar um passo à frente do vírus com possibilidade de testagem, tratamento e rastreamento”. Para Sérgio, o aplicativo do 'Dados do Bem' é uma forma de empoderamento da população. A partir dos resultados, haverá um núcleo multidisciplinar para análise dos dados e mais efetividade no controle da pandemia com ações mais assertivas. “Nesse núcleo das análises dos dados é que precisaremos unir forças. Um ponto pacífico é que todos precisam de que o vírus seja domado. Só unindo as forças da agilidade da iniciativa privada e do poder público como autoridade máxima de saúde é possível virar o jogo".

    No site protocolojf.com.br estão disponíveis informações detalhadas do programa, bem como links para download do aplicativo. Sérgio destaca que o cidadão pode baixar em IOS e Android. Ele lembra a importância da seriedade no uso do aplicativo e nas informações prestadas. “Esses dados realizados com epidemiologistas serão reunidos por inteligência artificial do programa, e ele faz a definição dos que devem fazer o teste. “A cada sete dias o aplicativo faz a atualização e marcações para testagem. O resultado estará disponível para o cidadão em 24 horas”.

    A iniciativa tem apoio da sociedade civil e de órgãos públicos por meio de doações e apoio de entidades e hospitais da rede privada de saúde, da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MG) e da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF).


    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.