Segunda-feira, 7 de junho de 2010, atualizada às 18h30

Confirmado décimo óbito por dengue em Juiz de Fora

Aline Furtado
Repórter

A Secretaria de Saúde (SS) confirmou, nesta segunda-feira, 7 de junho, o décimo óbito ocasionado pela dengue em Juiz de Fora. Além disso, segundo o boletim divulgado pelo Departamento de Vigilância Epidemiológica e Ambiental (DVEA), a cidade contabiliza, atualmente, 8.686 casos de dengue. O número revela um aumento de 300 notificações no período de uma semana, já que na última segunda-feira, dia 31, foram divulgados 8.386 casos da doença.

A morte por dengue hemorrágica refere-se a um homem de 53 anos, morador do bairro Quintas da Avenida, que já apresentava complicações de saúde, como Acidente Vascular Cerebral (AVC). O óbito foi constatado no último sábado, dia 5 de junho.

No total, já foram confirmados, em Juiz de Fora, 54 casos de dengue por complicação durante a epidemia da doença. Destes, dez evoluíram para óbito, sendo três por dengue hemorrágica. De acordo com o subsecretário de Vigilância em Saúde, Ivander Mattos Vieira, o índice de mortes corresponde a pouco mais de 0,1% dos casos confirmados na cidade, percentual considerado aceitável pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Segundo Vieira, a tendência é que o número de notificações caia gradativamente nesta época do ano em comparação com os meses de março e abril, conforme já vem sido verificado nos boletins emitidos semanalmente pelo DVEA.

LIRAa é iniciado

Teve início nesta segunda-feira, 7, e prossegue até a próxima sexta-feira, dia 11, em Juiz de Fora, o Levantamento do Índice Rápido do Aedes Aegypti (LIRAa). O segundo levantamento do ano de 2010, realizado em toda a cidade, pretende verificar o índice de infestação predial por focos do mosquito da dengue por regiões e bairros. Após a pesquisa serão traçadas ações de combate ao vetor.

Na cidade, o bairro Vila Olavo Costa é o que apresenta maior número de registros de casos confirmados para dengue, com 365 notificações. Em seguida, vem o bairro Milho Branco, com 344 casos, seguido pelo Centro, com 307.

Confira as notificações de dengue por bairros da cidade

 

LIRAa - Saúde inicia Levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti

A Secretaria de Saúde iniciou nesta terça-feira, 7, o Levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) que prossegue até 11 de junho, em toda a cidade. Este será o segundo levantamento realizado em 2010 e tem por objetivos verificar o índice de infestação predial por focos do mosquito da dengue por regiões/bairros e, com base nos dados obtidos, nortear as ações de combate ao vetor ao longo do ano.

O último LIRAa foi realizado entre os dias 4 e 8 de janeiro, apontando 4,97% de infestação predial, considerado alto pelo Ministério da Saúde, que preconiza como limite seguro índices menores que 1%. O Bairro Vila Olavo Costa apresenta o maior número de registro de casos confirmados para dengue na cidade, com 365, seguido do Bairro Milho Branco, com 344 confirmações para a doença, e o Centro, com 307. Confira os registros de dengue por bairros em anexo.


Entre as medidas que compõem o Plano de Ação em Combate à Dengue, a Secretaria de Saúde, por meio da Subsecretaria de Vigilância em Saúde, promoveu, até o momento, a capacitação dos 480 agentes Comunitários de Saúde (ACS) para o combate à dengue em conjunto com os agentes de Controle de Endemias (ACE); realizou parcerias com várias instituições, ações educativas em escolas municipais e com moradores das regiões que apresentavam altos índices de infestação da doença e mutirões de limpeza com tratamento focal nas residências, além de fumacê (UBV pesado) e bomba costal (UBV leve).

A subsecretaria implantou, ainda, o Disque-dengue e o endereço eletrônico dengue@pjf.mg.gov.br, além de promover palestras e passeatas para orientar a população quanto à importância de ações conjuntas entre o poder público e a comunidade no combate ao Aedes aegypti. O disque-dengue atendeu 1.526 ligações até o momento. Confira o cronograma de palestras para a primeira semana de junho:

7 e 8/06 _ Palestra na Escola Degraus, no Centro, às 10h30 e às 14h30;

10 e 11/06 _ Palestra na Escola Municipal Cosete de Alencar, no Bairro Jardim Glória; com horário a confirmar;


9/06 _ Palestra na Escola Municipal Carolina de Assis, no Bairro Floresta, às 9h e às15h;

23/06 _ Palestra no Sipat Bahamas, no Centro, às 8h40.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.