• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde

    Programa expresso é a grande novidade para se exercitar Circuito que une trabalho aeróbico e fortalecimento muscular foge
    do esquema tradicional de malhação

    Marinella Souza
    *Colaboração
    17/12/2008

    Pressa é a tônica dos anos 2000. Falta tempo para cumprir todos os compromissos, para descansar, para comer direito, par malhar... certo? Nem tanto. Se falta de tempo era a sua desculpa para fugir da academia e não se exercitar, pode ir criando uma outra maneira de se livrar dessa responsabilidade.

    Juiz de Fora já entrou na tendência dos grandes centros e oferece o programa expresso. São 30 minutos de malhação que equivalem a uma hora do programa convencional. A professora de educação física e gerente de uma academia da cidade, Ìsis Zansavio (foto abaixo), explica que o programa alia o trabalho aeróbico ao fortalecimento muscular.

    "É um circuito como o que já existe nas academias. A pessoa não pára de se movimentar, o fato de ter os aparelhos faz com que os músculos sejam fortalecidos", diz.

    O que torna o circuito rápido é que, além de evitar a manipulação de pesos e anilhas, os aparelhos de resistência hidráulica trabalham duas regiões ao mesmo tempo. "Esses aparelhos se adaptam à velocidade do movimento de execução da pessoa. Quanto mais rápido a pessoa fizer o exercício, mais pesado ele vai ficar. Como não tem peso, o aluno tem que fazer força para começar e terminar o movimento", explica.

    Segundo Ísis, isso reduz o risco de lesões nas articulações. A professora explica que a resistência hidráulica elimina a fase excêntrica do movimento, ou seja, aquele momento em que a pessoa tem que frear o movimento para terminar o exercício, aumentando o perigo de lesões. O fato de a pessoa ter que fazer força nos dois sentidos, reduz o impacto nas articulações.

    Como funciona

    Essas aulas não têm horário fixo, a pessoa chega a hora que quer e começa a fazer o seu circuito no seu ritmo. Os aparelhos são colocados em círculo, intercalados por plataformas de recuperação, que são uns quadrados onde a pessoa fica se movimentando por alguns segundos entre um exercício e outro.

    Foto de Isis Zansavio Quando a pessoa chega à academia, escolhe uma dessas plataformas para começar o seu circuito. Dá três voltas nos aparelhos e tem que terminar na mesma plataforma em que começou, totalizando os 30 minutos. Todo o circuito é acompanhado de perto por uma professora, que oferece atendimento quase exclusivo a cada aluna, considerando que são poucos os aparelhos, logo, poucas pessoas dentro da sala.

    Os exercícios são feitos ao som de músicas agitadas e do incentivo da professora. Ela controla o tempo de cada execução, que não deve ultrapassar 30 segundos e orienta a melhor maneira de fazer o exercício. Ísis comenta que o circuito é o mesmo para todas as pessoas, o que varia é a freqüência cardíaca de cada uma. "Depende dos objetivos da pessoa e da sua resistência física."

    Resultados

    A artista plástica, Zilda Rodrigues (foto ao lado) faz o programa expresso há dois meses e está feliz com os resultados. "Está todo mundo dizendo que eu emagreci, mas eu não emagreci, continuo com o mesmo peso. Só que a aparência está melhor", comemora.

    Foto de Zilda Rodrigues me um dos aparelhos Ísis explica que o que acontece com Zilda é que ela perdeu medidas, mas manteve o peso. "Isso é normal nos primeiros meses quando a pessoa não associa os exercícios com uma dieta saudável, uma alimentação regular."No entanto, quando a pessoa faz uma reeducação alimentar e segue o programa de forma efetiva, pelo menos três vezes por semana, é possível eliminar, em média, quatro quilos por mês.

    Mas Ísis alerta que esse número é uma média, baseada em pesquisas norte-americanas, e que tudo depende do ritmo que a pessoa imprime aos exercícios e do metabolismo de cada um. Ainda segundo essas pesquisas, cada meia hora de circuito elimina mais ou menos 500 calorias.

    Zilda, que detesta ginástica, aposta na dinâmica das aulas para garantir a sua freqüência. "Eu nunca gostei de ginástica, fazia pilates, mas prefiro o circuito. Você não vê o tempo passar e sente logo os resultados. E o melhor, não precisa gastar muito tempo para isso e hoje a nossa vida está muito corrida" , alega.

    *Marinella Souza é estudante de Comunicação Social na UFJF

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.