Saiba mais sobre a Metatarsalgia - dor no antepé

Nome do ColunistaAmanda Beloti 24/01/2017

Olá, internautas.

Hoje nosso tema é a metatarsalgia: nome dado à dor no antepé, onde estão as cabeças dos metatarsos (os ossos do pé).

Embora pareça que a dor é em toda a parte de baixo do pé, geralmente é apenas embaixo de um osso do metatarso.

Na metatarsalgia, ocorre uma sobrecarga muito grande nas cabeças dos metatarsos, que pode levar a inflamação, dor, inchaço e até fraturas por stress. Normalmente, acomete o segundo e terceiro metatarsos. Os pacientes com metatarsalgia relatam piora da dor ao andar descalço.

Não é uma condição muito grave, mas pode levar a algumas limitações nas atividades normais por causa da dor. Pode surgir uma calosidade no local acometido e pode levar ao aparecimento do Neuroma de Morton.

A metatarsalgia geralmente está associada a um problema de alinhamento dos metatarsos. Aquele que dói geralmente é mais baixo que os outros, o que causa aumento de pressão na descarga de pés. Este metatarso mais baixo é facilmente encontrado pelo médico ou fisioterapeuta, através da palpação.

A metatarsalgia típica ocorre ao realizar atividades que sobrecarregam os ossos do pé, como: corrida, salto ou caminhada.

Pode ocorrer também pelo simples fato de mudar o tipo de sapato, ou na troca de um antigo por um novo (os antigos já estão mais macios). Em homens, os sapatos sociais menos maleáveis podem ser os vilões.

Normalmente o paciente relata sentir "uma pedra dentro do calçado", ou diz ter a sensação de estar "pisando em uma almofadinha".

Em resumo, podemos listar como principais causas de metatarsalgia:

  • Calçados de salto alto e bico fino, que jogam o peso do corpo para frente, usam como apoio principal a cabeça dos metatarsos e elevam muito as pressões na região anterior do pé, além de comprimir os dedos e ossos;

  • Atividades físicas de alto impacto e longas caminhadas, que aumentam a sobrecarga e podem gerar dor e fraturas por stress nos metatarsos;
  • Sobrepeso, que aumenta ainda mais a sobrecarga na região;
  • Pés cavos, que elevam muito o arco do pé, diminuem a área de contato do pé com o solo e sobrecarregam as cabeças dos metatarsos;

  • Deformidades no pé, como dedos em garra, que são alterações na anatomia normal dos pés

  • A metatarsalgia normalmente tem início progressivo e começa com dores leves na região de antepé. Com o aumento da pressão exercida no local, ocorre agravamento da dor e inchaço, com possível vermelhidão local.

A prevenção e o tratamento podem incluir:

  • O uso de uma pequena almofada metatarsal arredondada pode ser colocada atrás da área dolorida para amortecer a pressão.

  • Palmilhas sob medida podem acomodar o pé como um todo e reduzir a tensão sobre os metatarsos.

  • Fisioterapia, para mobilização do metatarso que está fora do arranjo, buscando o alinhamento correto para que seja tratada a causa, desaparecendo assim os sintomas. Além disso, para os que gostam de caminhar e correr, o fortalecimento dos músculos do pé e da panturrilha, restauram no corpo a habilidade natural de manter o arco plantar adequado, reduzindo a pressão sobre o pé durante a atividade de impacto.
  • Massagem nos pés para alivio da dor. A massagem pode ser feita com as mãos, ou ainda associada a gelo utilizando uma garrafinha com agua congelada fazendo movimentos de ir e vir com os pés.

  • Andar descalço na areia ou na grama, de um a três minutos, uma vez por dia, também ajuda a trabalhar os músculos profundos e do pé e a panturrilha.

Se a dor persistir, procure seu médico para fazer exames complementares e eventualmente  iniciar o uso de medicamentos antiinflamatórios.

Qualquer dúvida ou sugestões, favor mandar email para amanda.beloti@yahoo.com.br.

Até a próxima e obrigada pela leitura!

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.