Faço um convite: experimente a vida!

Nome do Colunista Ana Pernisa 7/10/2017

Se palavras borbulham em sua cabeça, convide-as a se esparramarem no papel. Não as deixe soltas ao léu, se elas necessitam ser expressadas.

Se as mãos coçam e clamam por linha e agulha, pegue um pano e ponha a trabalhar... Dali pode surgir um lindo bordado, a encantar...

Se uma tela em branco te atrai, mas nunca experimentou um pincel, ora viva! Talvez, seja a hora de brincar com seu artista interno. Experimente!  Jogue com as tintas, arrisque riscados e veja o que está em você, pedindo para vir à tona.

Abra o seu baú de espontaneidade, use a criatividade que ali habita! Deixe jorrar ideias e brinque com elas...

Vamos, aceite o convite! Se aventure na arte de viver. Arrisque-se a desenhar. Quem sabe, juntando linhas aqui e acolá, uma bela pintura surja a decolar?

Dedilhe um instrumento, se a música lhe é permeável ao ouvido. Vai tocando de mansinho, explorando o seu sentir...

Experimentar é uma aventura. Dê a chance a sua criação.

Pode ser na arte do fogão, guloseimas, doces e salgados ao paladar, a saborear! Acredite, dê vazão, você há de ser tomado (a) em um momento por sua inspiração!

Ouse se descobrir neste novo caminho. E ao caminhar, dê a chance de se enamorar.

Pode ser fotografias, pode ser escrever poesias, quem sabe uma cantiga para alguém embalar?

Curta e mergulhe em si. Pegue o fio dessa meada. Aceite o convite para essa aventura.

Não fique na estranheza, o criar é inusitado, traz leveza. É algo que chama a clareza, contato consigo e sua realeza, com tesouros escondidos do sentir e vivenciar.

Essa descoberta é sua! Esse caminho que só a você pertence.

E tudo pode acontecer se, de repente, der o primeiro passo de presente!

Dentro de você há tantos talentos! E às vezes você nem percebe, muitos nem terão tempo de duração, se você não para para observar!

Porém, se a vida o (a) convidar, num chamado de alma a bailar.

Vá! Baile com vida.

Vá! Siga em frente, busque se alegrar. Nunca é tarde para um sorriso de uma descoberta aparecer, na face faceira do nosso ser!

De mansinho, as formas se fazem, palavras se juntam, linha e agulha se misturam e coisas podem ir  surgindo. É esse canto que encanta o seu existir. Vá! Ouça o chamado! Faça para você, faça por você. Experimente!  Ouse ser diferente!

Encerrando esse texto, para esse dia a dica é: Experimente dar ouvidos a sua voz interna. Se esse chamado te clama a mente e ativa seu Eu, mova as mãos, siga a canção. Transforme em algo, crie, recrie seu  movimento e ação, observe o que lhe diz sua essência ao seu coração.

Ótimo dia!

Um beijo carinhoso.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.