• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde

    Terça-feira, 27 de maio de 2008, atualizada às 12h

    O índice de mortalidade materna, em Juiz de Fora, registra queda de cerca de 58%, mas ainda é elevado



    Renata Solano
    *Colaboração

    O Dia Internacional de Ação pela Saúde da Mulher e o Dia Nacional pela Redução da Mortalidade Materna são no dia 28 de maio, quarta-feira. O intuito é fazer com que haja uma preparação das mulheres para a maternidade com a conscientização da importância de fazer todos os exames e contribuir para a redução dos índices de mortalidade.

    Juiz de Fora pode comemorar esse dia com o baixo coeficiente da Razão de Mortalidade Materna (RMM) que, em 2007, fechou em 49 mortes em razão de cem mil nascidos vivos. A queda, nos últimos quatro anos, equivale a 58,8%, visto que, em 31 de dezembro de 2004, a RMM na cidade era de 119 mortes por cem mil nascidos vivos.

    No entanto, o Ministério da Saúde, por meio da portaria nº 493 de 13 de maio de 2006, estabelece que uma RMM acima de 20 óbitos maternos por cem mil nascidos vivos é considerada como elevada.

    Para evitar novos riscos à vida das mulheres, o Departamento de Saúde da Mulher trabalha com Grupos de Direitos Reprodutivos e oferece métodos contraceptivos como anti-concepcionais orais, injetáveis, DIU, condons, diafragma, implantes e anéis vaginais. Além disso, os usuários do SUS em Juiz de Fora contam com as cirurgias de laqueadura e vasectomia.

    O que é considerado morte materna

    A mortalidade materna compreende a morte de uma mulher durante a gestação ou até 42 dias após o seu término, independente da sua duração ou da sua localização, desde que causada ou agravada por qualquer fator relacionado à gravidez, ou por medidas tomadas em relação a ela.

    Fonte: relatório do Comitê Municipal de Prevenção à Mortalidade Materna

    *Renata Solano é estudante de Comunicação Social na UFJF



    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.