• Assinantes
  • Saúde

    Quinta-feira, 21 de agosto de 2008, atualizada às 18h05

    Cerca de 80 mil pessoas já foram vacinadas contra a rubéola em Juiz de Fora, 32,7% da população entre 12 e 39 anos



    * Da Redação

    Um novo balanço da campanha de vacinação contra a rubéola e a poliomielite foi divulgado nesta quinta-feira, dia 21 de agosto, pela Secretaria de Saúde, Saneamento e Desenvolvimento Ambiental (SSSDA). Os dados apontam que 32,7% da população entre 12 e 39 anos foram vacinados contra a rubéola, o que corresponde a aproximadamente 80 mil pessoas.

    O índice de vacinação entre os homens - 28,9% - está menor do que no público feminino, que é de 36,3%. Já a cobertura vacinal contra a paralisia infantil atingiu 59,4% entre as crianças menores de cinco anos e a campanha prossegue semana que vem. Os dados foram computados até o último dia 15 de agosto.

    Onde vacinar

    A vacina contra a rubéola está disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), no PAM Marechal, no Departamento de Saúde do Trabalhador e no Departamento de Saúde da Criança e do Adolescente, que funciona no PAM Andradas e à Rua Espírito Santo 1.023. Somente gestantes ou mulheres que estejam planejando uma gravidez não devem tomar a vacina contra rubéola. A dose contra a pólio pode ser encontrada em qualquer UBS.

    A rubéola

    A rubéola é uma doença viral exantemática aguda, que tem taxa de contágio muito elevada. Sua importância epidemiológica está relacionada ao risco de abortos, natimortos e malformações congênitas, como cardiopatias, catarata e surdez, o que se denomina síndrome da rubéola congênita (SRC), quando a infecção ocorre durante a gestação.

    O principal público-alvo desta campanha são os homens - mulheres e crianças já foram alvos em campanhas anteriores -, mas a recomendação é que todos sejam vacinados, mesmo quem já tiver sido em campanhas anteriores.

    Segundo o médico Evandro Ribeiro de Oliveira, estima-se que só a rubéola congênita responda por 5% a 10% das causas de surdez neurossensorial em geral, porém, devido à dificuldade de diagnóstico e de notificação às secretarias de Saúde, não se tem uma incidência confiável. "Existem evidências de que a perda auditiva seja a deficiência mais comum em crianças infectadas congenitamente pela rubéola", afirma.

    Vacinas nas empresas

    Desde o último dia 11, a SSSDA passou a visitar empresas e instituições de ensino que desejam promover a vacinação contra rubéola entre o público-alvo, na faixa etária de 12 a 39 anos. Uma equipe volante, composta por cerca de 40 enfermeiros e auxiliares de enfermagem, foi recrutada para atender a demanda.

    Os estabelecimentos recebem a visita dos vacinadores com dia e hora agendados pela SSSDA. Eles devem fazer o cadastro pelo endereço eletrônico rubeola@pjf.mg.gov.br, informando nome da empresa ou escola, endereço, nome do responsável, telefone de contato e número de pessoas que deverão tomar a vacina.

    No país, em 2007, dos 8.407 casos de rubéola confirmados, 70% corresponderam a pacientes homens. Em Juiz de Fora foram registrados, no ano passado, 58 casos da doença.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.