Quinta-feira, 24 de setembro de 2009, atualizada às 20h

Campanha de vacinação contra a paralisia infantil é prorrogada

Pablo Cordeiro
*Colaboração

Com o objetivo de bater a meta de crianças imunizadas contra a paralisia infantil, a Secretaria de Saúde (SS) adiou o encerramento da campanha de vacinação da poliomielite para a próxima sexta-feira, dia 2 de outubro. A meta proposta pelo Ministério da Saúde (MS) é vacinar 95% das 33.666 crianças com idade até 5 anos do município. Cerca de 6.400 ainda não tomaram a gotinha.

Segundo a chefe do departamento de vigilância epidemiológica e ambiental da Secretaria de Saúde (SS), Alessandra Mendonça, ainda falta muito para atingir a proteção esperada. "A intenção da campanha é a vacinação em massa. Se a criança não recebeu a primeira dose, pode receber a segunda, sem problemas. É fundamental que ela receba a imunização para que também proteja o próximo."

Alessandra destaca que não há casos de paralisia infantil registrados no Brasil desde 1989. Para que o vírus permaneça erradicado, é fundamental a cooperação de todos. "É interessante a conscientização das mães mais jovens, que não têm conhecimento dos graves traumas neurológicos e das sequelas da doença. Não existe contraindicação da vacina, apenas não é recomendado caso a criança esteja com febre alta no dia", esclarece. Se o usuário possuir alguma doença crônica, é aconselhável que a mãe verificar se há riscos de tomar a vacina.

As doses estarão disponíveis das 8h às 17h, no Departamento de Saúde da Criança e do Adolescente, na Unidade das Clínicas Especializadas (rua Espírito Santo, 1.023, Centro) e na Policlínica de Benfica.

 

*Pablo Cordeiro é estudante do 9º período de Comunicação Social da UFJF

Os textos são revisados por Madalena Fernandes

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.