• Assinantes
  • Saúde

    Ração humana é boa para o intestino, mas não emagrece Segundo nutricionista, a mistura de cereais deve ser ingerida como substituta de carboidratos no café da manhã, associada ao leite, iogurte ou suco de frutas

    Clecius Campos
    Repórter
    8/12/2009

    A utilização do composto de cereais triturados denominado ração humana tem ganhado, a cada dia, mais adeptos interessados em emagrecimento rápido. No entanto, embora a mistura de fibras seja considerada boa pela nutricionista Wanessa Aquino, ela alerta que não faz emagrecer.

    "Nenhum alimento tem o efeito milagroso do emagrecimento. A ração humana traz cereais ricos em fibra, como a linhaça, a fibra de trigo e a aveia, que certamente podem atuar como coadjuvantes no bom funcionamento intestinal, o que não significa que o usuário vai emagrecer. Se substituir parte de uma pequena refeição, sendo consumida no lugar de um pão branco ou integral, no café da manhã, por exemplo, pode dar sensação de saciedade e evitar que a pessoa belisque entre as refeições."

    Segundo Wanessa, de qualquer forma, para isso, o produto deve estar associado ao leite, ao iogurte ou ao suco de frutas, para que a refeição seja completa. "Os cereais que o compõem, apesar de ricos em fibras, gorduras insaturadas e até algumas vitaminas, não são indicados como únicos elementos de uma dieta. Por isso, a carga de proteína e vitaminas precisa ser complementada."

    De acordo com a nutricionista, é necessário tomar cuidado com a ingestão do produto em demasia, já que, apesar de integral, é bem calórico. "A quantidade de açúcar mascavo [100 gramas em 1 quilo] torna a mistura calórica e pode até ser evitada. Além disso, é preciso escolher frutas cítricas, como laranja, limão e abacaxi, no caso de tomar a ração com suco. É interessante também dar preferência para produtos desnatados, para quem quiser fazer o uso com leite e iogurte. Mal administrado, o produto pode até engordar."

    Almoço e jantar devem ser mantidos

    Outro cuidado que deve ser observado é a não substituição de refeições grandes, como o almoço e o jantar pela mistura. Para Wanessa, essas refeições devem conter vitaminas, que podem ser encontradas em legumes e verduras e proteínas, presentes nas carnes e no ovo. "A substituição prolongada pode ocasionar deficiências desses elementos e até anemia, já que há pouco ferro na ração humana."

    Ela alerta ainda que, apesar de saudável, a ração não deve ser tomada durante toda a vida. "As pessoas que emagreceram usando o produto devem ter mantido hábitos balanceados que proporcionaram a perda de peso, pois ele apenas ajuda, por ser menos calórico que os carboidratos. Porém, esses hábitos devem ser permanentes, a fim de que não só se consiga entrar num vestido ou usar um biquíni mais à vontade, mas também seja possível manter o peso."

    Foto da ração humana Foto da ração humana

    As contraindicações para o uso do produto são poucas. "Das fórmulas mágicas que aparecem por aí, pelo menos a ração humana é saudável." Segundo Wanessa, não é necessário ministrar o composto a crianças. Idosos também devem evitá-lo, já que os estimulantes, como guaraná e cacau, podem aumentar o batimento cardíaco. Pessoas com tendência de insônia e sensibilidade a tais produtos também devem ficar atentas. Para os diabéticos, a orientação é retirar o açúcar da fórmula.

    Venda cresce na cidade

    Nos últimos meses a comercialização da mistura tem aumentado em Juiz de Fora. A notícia de que a ingestão do produto, em substituição ao café da manhã ou ao jantar, faz qualquer pessoa perder cerca de 8 quilos em pouco tempo, fez o proprietário de um restaurante vegetariano na cidade, Eliezer Rodrigues, investir no preparo da ração. "As revistas de dietas começaram a trazer o modo de preparo e como já vendíamos os cereais separadamente, pensamos em juntar tudo e comercializar", lembra.

    Desde então, o produto é comercializado com sucesso no local. Segundo Rodrigues, o restaurante chega a vender quase uma tonelada da ração por mês. "As pessoas estão empolgadas com a novidade, com o nome ração e com a adição de alguns ingredientes como a gelatina, que faz bem para a pele, o guaraná e o cacau." O preço também é convidativo. "O quilo da ração original japonesa custa cerca de R$ 40. Nossa mistura custa R$ 14 e dura um mês, se ingeridas duas colheres de sopa uma vez por dia."

    A fonoaudióloga Larissa Morato toma a ração humana há 15 dias. Ela soube que uma amiga perdeu peso e resolveu apostar na fórmula. "Tomo no período da noite, com leite desnatado e uma fruta batidos no liquidificador. A sensação de saciedade foi a primeira mudança que notei. Estou gostando."

    Mais benefícios

    Onze produtos formam a ração humana. Além da linhaça, fibra de trigo e aveia, ricas em fibra, o leite de soja e a gelatina são apontadas por Wanessa Aquino como importantes fontes de proteína. "São bons para a construção dos músculos e regeneração da pele." O leite de soja, assim como o gergelim, o gérmen de trigo e o cacau são fontes de gordura insaturada, que ajudam a controlar o colesterol. Este último é ainda estimulante, assim como o levedo de cerveja e o guaraná. O açúcar mascavo contém ferro e vitaminas.

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.