• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde
    Quinta-feira, 10 de dezembro de 2009, atualizada às 13h

    Número de atendimentos à saúde da gestante de alto risco e da criança está aquém da capacidade do Centro Viva Vida

    Pablo Cordeiro
    *Colaboração

     

    O Centro Viva Vida, realizou na manhã desta quinta-feira, 10 de dezembro, no Calçadão da rua Halfeld, uma panfletagem com o objetivo de divulgar para a população os serviços realizados em prol da saúde da mulher, do homem e da criança, de 0 a 12 anos. A ação também comemorou um ano de existência do programa.

    O número de procedimentos médicos em prol da gestante de alto risco, com diabetes ou pressão em descontrole, estão em baixa no Centro Viva Vida, que funciona no Hospital Universitário (HU/UFJF). De acordo com a coordenadora de recepção, responsável pela marcação das consultas, Kaline Borges, em média, 8 pessoas deste grupo são atendidas por semana, embora a capacidade seja de prestar consultas e procedimentos a 12 por dia.

    A baixa procura também é notada no atendimento de pediatria. Segundo a assistente de licitações e contratos do centro, Izabel Mendes, a meta de consultas e procedimentos está longe de ser cumprida. Temos a capacidade de realizar 48 atendimentos a crianças por dia, mas não chegamos perto da meta por falta de pacientes", revela. Os poucos atendimentos realizados são referentes a desnutrição e problemas respiratórios, como asma.

    Serviços prestados

    Além dos já citados, o centro também realiza a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama e de colo uterino. Com aproximadamente cem mamografias por dia, o acompanhamento e diagnóstico da doença é um dos serviços mais requisitados. "Este tratamento conta com um serviço multidisciplinar. Além do médico, o paciente recebe orientação de psicólogos, assistentes sociais e fisioterapeutas", pontua Izabel. Os atendimentos ginecológicos, relacionados com a genitoscopia, também apresentam alta demanda, com cerca de 500 consultas por mês.

    Além destes, o centro também oferece suporte à saúde do homem, como consultas com urologistas e prevenção de câncer de próstata. Há ainda programas de planejamento familiar, como orientação sobre métodos contraceptivos e tratamentos de infertilidade e atendimento prioritário a vítimas de violência sexual. O Viva Vida atende a 36 municípios da região e disponibiliza 60 profissionais, além do suporte do pessoal do HU.  

    Encaminhamento

    Para ser encaminhado para o Centro Viva Vida, o paciente deve marcar a consulta através das Unidades Básicas de Saúde (UBS) ou Programa de Saúde da Família (PSF), apresentando o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). O médico irá realizar o diagnóstico e decidirá sobre o encaminhamento. O paciente pode pedir ao profissional para ser orientado ao Centro Viva Vida.

    A consulta é marcada através da Central de Marcação (CMC) da Prefeitura (PJF), via sistema online ou através dos telefones 3690-7129 ou 3690-7736. No dia da consulta, o paciente leva a guia de referência médica, o comprovante de marcação da consulta e os documentos de identificação. Caso aconteça algum problema no agendamento, o paciente pode entrar em contato com o centro, através dos telefones (32) 4009-5362 ou (32) 4009-5359.

    *Pablo Cordeiro é estudante do 9º período de Comunicação Social da UFJF

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.