• Assinantes
  • Saúde
    Sábado, 19 de junho de 2010, atualizada às 12h

    Juizforanos fazem teste gratuito para detectar hepatite B e C

    Daniele Gruppi
    Subeditora

    Centenas de juizforanos fizeram fila no Calçadão para fazer de graça o exame que detecta a hepatite B e C. Trata-se da 3ª Campanha Preventiva Contra Hepatite, que antecipa as comemorações do Dia Mundial contra a Hepatite, celebrado em julho. 

    Segundo o chefe do serviço de gastroenterologia e responsável pelo Centro de Referência em Hepatologia do Hospital Universitário (HU), Aécio Meirelles, a ação contou com oito médicos e dez laboratoristas, além do grupo de apoio burocrático. "Nossa expectativa era de fazer 600 testes, mas o interesse da população nos surpreendeu."

    Primeiramente, foi aplicado nas pessoas um questionário para saber sobre as possibilidades de desenvolver a hepatite C. "As possibilidades são: ter realizado transfusão de sangue, ser usuário ou ex-usuário de drogas, ter tatuagens ou executar serviços em que haja o contato com o sangue." Meirelles complementa dizendo que a hepatite B pode ser transmitida pela relação sexual.

    Depois, foi feita a coleta de sangue. A amostra, submetida ao reagente, apontava em cerca de dez minutos o resultado. "Quando dá positivo, o paciente é encaminhado para realizar um novo teste e, se for o caso, para o tratamento médico, que é totalmente gratuito no HU. Mesmo se o resultado for positivo, não quer dizer que a pessoa tenha a doença. Pode ser que ela já tenha tido contato com o vírus, por isso, a necessidade de fazer um novo exame", explica. Os sinais das hepatites B e C podem não aparecer e grande parte dos infectados só acaba descobrindo que tem a doença após anos e muitas vezes por acaso em testes para esses vírus.

    A manicure Ana Paula Rodrigues fez o exame pela primeira vez. "Uma cliente comentou sobre a campanha e resolvi fazer o teste, pois tenho contato com sangue." A manicure Natália Magalhães antes de ir ao trabalho também passou no Calçadão para a testagem. "Acho importante ter um diagnóstico, já que lido com sangue." A comerciante Marluce Rezende tem esteatose (fígado gorduroso) e a médica já tinha pedido para que ela fizesse o exame. "Aproveitei a oportunidade para fazer de graça."

    coleta de sangue amostra de sangue coletada
    Prevenção

    A prevenção da Hepatite B inclui o controle efetivo de bancos de sangue através da triagem sorológica; a vacinação contra hepatite B, disponível no SUS; o uso de equipamentos de proteção individual pelos profissionais da área da saúde; o não compartilhamento de alicates de unha, lâminas de barbear, escovas de dente, equipamentos para uso de drogas; o uso de preservativos nas relações sexuais.

    Não existe vacina para a prevenção da hepatite C, mas existem outras formas de prevenção, como: triagem em bancos de sangue e centrais de doação de sêmen para garantir a distribuição de material biológico não infectado; triagem de doadores de órgãos sólidos como coração, fígado, pulmão e rim; triagem de doadores de córnea ou pele; cumprimento das práticas de controle de infecção em hospitais, laboratórios, consultórios dentários, serviços de hemodiálise; tratamento dos indivíduos infectados, quando indicado; abstinência ou diminuição do uso de álcool, não exposição a outras substâncias que sejam tóxicas ao fígado, como determinados medicamentos.

    Ministério da Saúde

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.