Quinta-feira, 2 de setembro de 2010, atualizada às 18h

Atenção secundária em busca de melhores condições de trabalho

Pablo Cordeiro
Repórter

O Sindicato dos Médicos de Juiz de Fora e representantes dos profissionais da atenção secundária do município estiveram reunidos na última quarta-feira, 2 de setembro, a fim de discutirem propostas salariais, estruturação de carreira e melhores condições de trabalho. A pauta será levada para o secretário de Administração e Recursos Humanos, Vítor Valverde, na próxima semana.

Segundo o presidente do sindicato, Gilson Salomão, a intenção desse primeiro encontro é, além de levar as reivindicações para conhecimento da administração, também reunir e mobilizar mais profissionais da saúde com a causa. "Vamos fazer um movimento forte, levar as reivindicações e realizar uma assembleia no dia 14 de setembro", destaca. Nessa assembleia, a contraproposta da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) será discutida entre os membros.

Atualmente, no município, existem cerca de 730 profissionais envolvidos com a atenção secundária à saúde. Esse ramo é coordenado pelo Núcleo de redes assistenciais e reúne os departamentos de Saúde da Criança e Adolescente (DSCA), Saúde do Idoso, Instituto da Mulher, PAM Marechal, Saúde Mental e Saúde Bucal.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.