• Assinantes
  • Saúde
    Quinta-feira, 14 de outubro de 2010, atualizada às 18h

    Comissão de Saúde da Câmara irá cobrar da Secretaria de Saúde a implantação da urgência e emergência oftalmológica 24 horas

    Aline Furtado
    Repórter

    A Comissão de Saúde Pública e Bem Estar Social da Câmara Municipal de Juiz de Fora (CMJF) pretende se reunir, na próxima semana, com representantes da Secretaria de Saúde (SS), a fim de cobrar a implantação da urgência e emergência oftalmológica 24 horas na cidade.

    A instalação do atendimento voltado à urgência e emergência oftalmológica no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), do qual Juiz de Fora não dispõe, está prevista na Portaria nº 288/SAS/2008, emitida pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais.

    "Estamos dependendo da Prefeitura apresentar os projetos e credenciar a Associação dos Cegos como instituição apta a desenvolver este tipo de atendimento", explica o presidente da Comissão de Saúde do Legislativo, o vereador José Mansueto Fiorilo (PDT). Para avaliar as condições do espaço, integrantes da comissão visitaram, na última quarta-feira, 13 de outubro, a associação. "Pudemos verificar que o local comporta muito bem este tipo de atendimento, podendo haver, inclusive, ampliação."

    Fiorilo lembra que, atualmente, não há para onde encaminhar plantões relacionados à oftalmologia. "O setor de urgência e emergência viria para preencher esta lacuna. No caso de cirurgias, por exemplo, temos apenas as eletivas pelo SUS." Após a interferência da Prefeitura e a concretização da mudança, a verba para custeio dos procedimentos deverá ser repassada pelo Estado e pelo governo federal.



    A gerente de marketing da Associação dos Cegos, Gisele Alves Bonsanto, destacou que a estrutura do local comporta a ampliação de atendimento. "A alteração será feita apenas com o aumento do horário, visto que, hoje, os procedimentos são realizados apenas durante o dia. Com isso, será necessária a contratação de mais funcionários, como vigias e enfermeiros."  Ela relata que a entidade realizou um estudo para levantar a possível demanda. "Pegamos dados de Belo Horizonte e trouxemos para nossa realidade. Cremos que a procura não tende a crescer tanto."

    A Associação dos Cegos possui quatro salas de cirurgia e capacidade instalada de 300 intervenções de catarata por mês. Entretanto, apenas 150 cirurgias são realizadas mensalmente porque os procedimentos dependem de liberação da SS. São realizados três mil procedimentos, entre consultas e cirurgias, a cada mês. A instituição possui 30 leitos para deficientes visuais e presta assistência a outros 120. A unidade possui cerca de 100 funcionários e 54 voluntários, além dos profissionais médicos.


    A Associação dos Cegos possui quatro salas de cirurgia e, segundo Gisele, capacidade instalada de 300 intervenções de catarata por mês. Apesar disso, são realizadas apenas 150 cirurgias mensalmente porque os procedimentos dependem de liberação da Secretaria Municipal de Saúde. A unidade possui cerca de 100 funcionários e 54 voluntários, além dos profissionais médicos. São atendidas três mil consultas por mês. A instituição possui 30 leitos para deficientes visuais e presta assistência a outros 120.

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

     

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.