Terça-feira, 26 de outubro de 2010, atualizada às 18h02

Profissionais de salões de beleza e clínicas de estética recebem orientações da Vigilância Sanitária

Aline Furtado
Repórter

Com a intenção de orientar e treinar profissionais ligados aos serviços de estética e embelezamento, estão sendo realizadas, pela Vigilância Sanitária, visitas e atendimentos a salões de beleza e clínicas de estética da cidade.

"Nossa intenção, nesta etapa, é traçar um marco zero sobre o licenciamento e o funcionamento destes espaços. Em seguida, daremos início à fiscalização", explica o subsecretário de Vigilância em Saúde, Ivander Mattos. Segundo ele, no caso de infrações, após o processo de regularização, os estabelecimentos poderão ser autuados e multados. "Para evitar a aplicação de multas, estamos verificando as irregularidades e orientando quanto à correta atuação."

O objetivo da ação é conscientizar manicures, esteticistas e cabeleireiros a respeito dos cuidados com a saúde e a higiene. "Estamos orientando quanto às medidas de biossegurança; à proibição de uso de câmaras de bronzeamento artificial e alisantes de cabelo de procedência clandestina, como formol, além das condições de higiene", destaca Mattos, lembrando que uma das principais doenças que pode ser transmitida em salões e clínicas de estética é a hepatite B. "Muitos profissionais não sabem, mas há vacina contra a doença disponível no município."

Curso

No dia 8 de novembro, será realizado um curso gratuito para profissionais de salões de beleza e clínicas de estética. O evento, organizado pela Vigilância Sanitária, vai abordar as exigências sanitárias para estes locais, além de tratar de temas como esterilização e uso de alisantes. 

Os textos são revisados por Thaísa Hosken


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.