População recebe orientações sobre tuberculose JF é o segundo município do Estado em casos da doença. O tratamento é oferecido na Unidade de Pneumologia e nos hospitais Universitário e Doutor João Penido

Envie a sua foto pelo link SUA NOTÍCIA, clique aqui
26/3/2011

Fotos da campanha

Para lembrar do Dia Mundial de Combate à Tuberculose, comemorado na última quinta-feira, 24 de março, profissionais da Secretaria de Saúde (SS) e da International Federation of Medical Students Associations of Brazil (IFMSA-Brazil) - comitê Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) estiveram, neste sábado, dia 26, no Calçadão da Halfeld, para orientar a população a respeito da doença.

Segundo a enfermeira do Departamento de Vigilância Epidemiológica e Ambiental (DVEA), Mércia Ramos, a tuberculose pode afetar qualquer parte do organismo, mas a preocupação maior dos profissionais da área de saúde diz respeito à tuberculose pulmonar. Entre os sintomas da doença estão tosse que apresenta duração de mais de três semanas, febre vespertina, calafrios e emagrecimento.

Mércia ressalta que o contágio pode ser evitado a partir de cuidados, como não conversar de forma muito próxima a outras pessoas, além de dar preferência a ambientes arejados. As pessoas que já tiveram diagnóstico positivo com relação à doença devem dar continuidade ao tratamento por, pelo menos, seis meses. "A tuberculose não apresenta cura antes deste período." Em Juiz de Fora, a segunda cidade do Estado em número de casos, o tratamento é realizado em três locais, na Unidade de Pneumologia da rua Espírito Santo e nos hospitais Universitário e Doutor João Penido.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.