Quinta-feira, 30 de junho de 2011, atualizada às 15h14

Sem negociação com a Prefeitura, médicos mantêm boicote biométrico

Victor Machado
*Colaboração
Faixas de reivindicação do sindicato

O impasse na negociação entre os médicos e a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) continua. A reunião que estava agendada para a última quarta-feira, 29 de junho, entre o sindicato e representantes da Secretaria de Administração e Recursos Humanos (SARH) foi desmarcada e a categoria decidiu, em assembleia realizada na noite da quarta-feira, por manter a mobilização.

Segundo o presidente do sindicato dos médicos, Gilson Salomão, a Prefeitura informou incompatibilidade de agenda, adiando a reunião. A assessoria de comunicação da SARH, não soube informar o motivo do adiamento e afirmou que até o momento não havia sido marcada nova data para a negociação.

Salomão afirma que a categoria espera pelo comunicado de um novo encontro com Executivo e que, até a negociação, continuará realizando o boicote biométrico. Ainda de acordo com ele, o sindicato não recebeu resposta sobre o recurso encaminhado ao Poder Judiciário contra a ilegalidade da greve da categoria. Uma nova assembleia será realizada na próxima terça-feira, dia 5. 

*Victor Machado é estudante do 7º período de Comunicação Social da Faculdade Estácio de Sá

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.