Quinta-feira, 15 de setembro de 2011, atualizada às 18h36

Campanha visa diminuir em três meses o tempo de espera por aparelho auditivo em JF

Jorge Júnior
Repórter
orelha

Uma campanha que proporciona cota extra de atendimento à população juiz-forana e do entorno que necessita de utilizar o aparelho amplificado sonoro individual (AASI) tem o objetivo de diminuir em três meses o tempo de espera pelo aparelho na região.

De acordo com a responsável pelo setor de Divisão de Concessão de Órtese e Próteses, Rita Lamarca, a campanha estadual de saúde auditiva para protetização prossegue até dezembro. "A cota do município é de 115 atendimentos por mês. Mensalmente destinamos cerca de 180 usuários, por isso é gerada essa fila." O atendimento extra vale para pacientes inscritos no programa ou não.

"Temos uma cota extra de atendimento a ser realizada no período de setembro até dezembro, devido à campanha, que é voltada para todas as pessoas que têm deficiência auditiva na cidade e na microrregião." Rita conta que essa demanda surgiu por causa do número de pacientes que ficam na fila de espera mensalmente. "Existem pessoas que estão aguardando o procedimento e não conseguem ser atendidas pela clínica credenciada para disponibilizar o aparelho."

A responsável pela área explica que o setor dividiu a demanda em dois grupos: internos e externos. "O interno é formando por pacientes que já passaram pela audiometria, realizaram a triagem, já fizeram seleção, mas ainda não conseguiram ser atendidos. O externo são pessoas que precisam passar por todo o processo de avaliação", diz.

As pessoas que precisam do aparelho e já fizeram a triagem pelo especialista devem procurar o Pronto Atendimento Médico (PAM) Marechal, na rua Marechal Deodoro 469, Centro, no 9º andar, sala 902.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.