• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde
    Quarta-feira, 25 de janeiro de 2012, atualizada às 13h26

    Campanha alerta sobre a importância do diagnóstico precoce da hanseníase

    Victor Machado
     Colaboração*
    Foto de estande

    O Centro de Referência em Reabilitação da Hanseníase do Hospital Universitário (HU) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) promoveu nesta quarta-feira, 25 de janeiro, uma campanha de prevenção e combate à hanseníase. O objetivo foi esclarecer os principais aspectos da doença e alertar a população sobre a importância do diagnóstico precoce.

    "Detecção precoce é a nossa principal meta", afirma a fisioterapeuta do Centro de Referência, Cláudia Marmora. Segundo ela, quanto maior o tempo de ação da bactéria, mais difícil é a cura da doença. No entanto, a hanseníase não é uma doença que pode levar à morte. "Algumas sequelas podem aparecer em caso de falta de tratamento ou diagnóstico tardio. Infecções periféricas, perda de sensibilidade e outras, mas não leva à morte."

    Atualmente, o Centro de Referência tem cerca de 30 pacientes em tratamento da doença. Além disso, alguns já tratados e aqueles que têm alguma reação ao tratamento permanecem realizando o controle. Os atendimentos são feitos às quartas-feiras, e o controle às sextas-feiras. "É importante que a população saiba que existe tratamento e cura para a doença."

    O tratamento é feito à base de medicamentos que são distribuídos gratuitamente, mediante diagnóstico. Os principais sintomas da doença são manchas avermelhadas ou esbranquiçadas pelo corpo e perda de sensibilidade e força. Em estágios mais avançados, a hanseníase pode provocar deformações no nariz e nos dedos, impedindo a execução de exercícios simples. Para diagnosticar, é preciso realizar exames físicos e de baciloscopia.

    *Victor Machado é estudante do 8º período de Comunicação Social da Faculdade Estácio de Sá

    Os textos são revisados por Mariana Benicá

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.