• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde
    Sexta-feira, 9 de novembro de 2012, atualizada às 13h30

    Juiz de Fora sedia o Dia Nacional de Prevenção de Arritmias Cardíacas

    Da Redação
    cardiologista

    Nesta segunda-feira, 12 de novembro, é celebrado o Dia Nacional de Prevenção das Arritmias Cardíacas e Morte Súbita. Na data, o serviço de cardiologia do Hospital Universitário (HU) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), com o apoio da Liga Acadêmica de Cardiologia da faculdade de Medicina, realizará a ação de avaliação cardiológica pré-participação em atividades esportivas.

    A ação, que acontecerá das 8h às 12h no serviço de cardiologia do HU, unidade Santa Catarina, contará, também, com orientações sobre as práticas de ressuscitação para leigos. De acordo com a assessoria da instituição, a morte súbita é uma das principais causas de óbitos em todo o mundo, e na maioria dos casos é resultante de arritmia cardíaca do tipo fibrilação ou taquicardia ventricular. Durante o evento, serão avaliados 52 crianças e adolescentes que praticam exercícios físicos voltados para o esporte competitivo incluído no programa Minas Olímpica – Geração Esporte, desenvolvido na Faculdade de Educação Física e Desportos (Faefid) da UFJF. Atualmente, este programa atende a cerca de cem crianças entre 7 e 14 anos.

    Por meio da assessoria, o chefe do serviço de cardiologia do HU, Hélio Lima de Brito, diz que "a ação visa avaliar as crianças e os adolescentes e, também, conscientizar os pais ou acompanhantes sobre o assunto." Segundo o médico, a importância da avaliação cardiológica anterior à prática de esportes competitivos foi salientada a partir de pesquisa feita pela Sociedade Européia de Cardiologia. No estudo foi verificado que a incidência de morte súbita em crianças e adultos jovens que praticavam exercícios físicos sem passar por avaliação cardiológica prévia era 2,5 vezes maior do que em crianças e jovens adultos que não praticavam esportes.

    Entretanto, como ressalta Brito, o problema não está na prática de atividade física competitiva, mas sim na falta da avaliação para verificar se a criança já possuía algum problema cardíaco que contraindicasse o esporte.

    Causa

    Segundo a Secretaria de Saúde (SS), a arritmia é causada pelo músculo cardíaco ou pelo próprio sistema elétrico do coração. Outras causas podem incluir certas medicações, excesso de álcool, fumo, cafeína e drogas, baixo teor de oxigênio no sangue e estresse. Os fatores de risco hoje reconhecidos são: fumo, hipertensão arterial, colesterol e triglicérides elevados, falta de atividade física, diabetes, obesidade, stress, álcool, proteína C reativa ou a homocisteína (estas substâncias foram recentemente associadas com o aumento do risco de eventos cardiovasculares). Os fatores não modificáveis são: história familiar (se familiares de primeiro grau já tiveram episódios de doença ateroesclerótica cardíaca) e sexo: os homens têm uma maior propensão a um infarto antes dos 55 anos. Após, o risco é similar.

    Sintomas

    Existem fatores assintomáticos ou sintomáticos, é aquela "batedeira" ou palpitação, causando suor frio, tontura, dor no peito, falta de ar e até desmaios. Além de ser mais comum em pessoas com problemas cardíacos, ela tem origem muitas vezes em fatores externos, como: cafeína, bebidas alcoólicas, estresse, cigarro e drogas.

    Prevenção

    Para prevenir a arritmia, o importante é evitar o estresse e procurar ter hábitos saudáveis, evitando álcool e drogas.

    Saúde

    No mesmo dia e local os acadêmicos de Odontologia da UFJF promoverão a saúde bucal. A equipe fará orientação sobre escovação, distribuirão kits e cartilhas educativas e apresentarão ainda um teatro de fantoches.

    Os textos são revisados por Juliana França

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.