• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde

    Especialista ensina como evitar e tratar a conjuntivite

    Lavar frequentemente as mãos e nunca coçar os olhos são as recomendações mais indicadas

    Andréa Moreira
    Repórter
    5/01/2013
    olho

    Coceira, olhos vermelhos e com secreção. Esses são alguns dos sintomas da conjuntivite, inflamação da conjuntiva, uma membrana transparente e fina, que reveste a parte da frente do globo ocular e o interior das pálpebras. Apesar de parecer uma doença simples, a primeira providência a ser tomada é procurar um oftalmologista, como destaca o médico Edson Dias da Silva. "Sempre falo, toda conjuntivite provoca olho vermelho, mas nem todo olho vermelho é conjuntivite. A vermelhidão pode ser consequência de problemas mais sérios como um glaucoma, por exemplo."

    Apesar de possuir 15 tipos, as conjuntivites: viral, alérgica e bacteriana são as mais comuns. Sendo que, a última é a mais fácil de contaminação, como ressalta o oftalmologista. "Como a conjuntivite bacteriana é transmitida através das secreções, ela se propaga mais facilmente. Basta uma pessoa com a inflamação colocar as mãos nos olhos e no banco do ônibus, por exemplo, se outra pessoa colocar a mão no local contaminado e no olho, ela terá conjuntivite."

    Essa inflamação ocorre em qualquer época do ano, mas no verão, com o calor e o tempo seco, as pessoas suam mais, fazendo com que a disseminação seja maior. "Em um clube, a água, apesar de estar tratada, pode ser uma fonte de transmissão. O suor é outro propagador, afinal, as pessoas, muitas vezes, não se secam com tolha de papel e sim com a de tecido, local de grande contaminação."

    Recomendações

    Para o oftalmologista, o mais importante para evitar o contágio e propagação da doença, é não coçar os olhos e sempre lavar as mãos. "Se tiver vontade de coçar os olhos, use o cotovelo, ou seja, nunca faça isto. Mas se por acaso as pessoas coçarem os olhos e as mãos estiverem lavadas, a inflamação não irá se espalhar," alerta Silva. Evitar aglomerações, não compartilhar produtos de maquiagem, usar toalhas de papel para enxugar o rosto e as mãos e trocar as fronhas e lençóis diariamente enquanto estiver com a crise são outras recomendações. "Além disso, o especialista enfatiza que "não adianta usar remédios para matar a bactéria, se a fronha ou outro tecido estiver contaminado."

    Tratamento

    A conjuntivite viral não possui medicamentos específicos. Mas os cuidados com a higiene ajudam a controlar o contágio e a evolução da doença. Já a bacteriana só melhora com medicamentos, como destaca o oftalmologista. "Somente os antibióticos e colírios podem tratar essa inflamação. Mas é importante procurar um médico, pois alguns medicamentos podem provocar sérias complicações e agravar o quadro."

    Lavar os olhos e fazer compressas com água gelada, que deve ser filtrada e fervida, ou com soro fisiológico, também podem aliviar os sintomas da inflamação.

    Os textos são revisados por Juliana França

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.