• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde
    Terça-feira, 2 de julho de 2013, atualizada às 16h15

    SUS vai oferecer vacina contra HPV a partir de 2014

    seringa

     

    A vacina contra o papilomavírus (HPV) será oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para meninas de 10 e 11 anos no início do ano letivo de 2014. De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina estará disponível em cerca de 5 mil postos, entre escolas públicas e particulares (em forma de campanha) e unidades de saúde, de maneira permanente. O HPV é considerado um dos principais responsáveis pelo desenvolvimento do câncer do colo do útero, sendo o segundo tipo de câncer que mais atinge as mulheres.

    O objetivo é atingir 80% das mais de 3,3 milhões de pessoas consideradas público-alvo, que envolve meninas de 10 e 11 anos. Assim, levando em conta evidências científicas, estudos sobre o comportamento sexual e a avaliação de especialistas, chegou-se a conclusão de que a vacina para prevenção da doença tem eficácia comprovada para pessoas que ainda não iniciaram a vida sexual. E, por isso, não tiveram nenhum contato com o vírus, daí a escolha desse público-alvo.

    No primeiro momento, serão disponibilizadas 12 milhões de doses, totalizando um investimento de R$ 360,7 milhões. Serão necessárias três doses para a imunização, que irá proteger contra quatro subtipos de HPV: 6, 11, 16 e 18 . Sendo os  dois últimos, os que oferecem o maior risco de câncer em 70% dos casos. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que haja 291 milhões de mulheres com o vírus no mundo, das quais 32% estão infectadas pelos tipos 16 e 18. Segundo a OMS, estudos mostram que 80% da população feminina sexualmente ativa serão infectadas.

    A vacinação será feita em meninas nessa faixa etária, em intervalos de dois e seis meses entre a segunda e a terceira doses, respectivamente. Porém, o antídoto não elimina a necessidade do uso de preservativo e da realização do exame papanicolau. Trata-se apenas de mais um mecanismo de proteção contra a maior proporção dos cânceres. Em 2012, o ministério contabilizou 11 milhões de exames papanicolau realizados.

    De acordo com dados do Ministério da Saúde são registrados, em média, 685,4 mil casos de HPV por ano. O câncer do colo do útero causa 4,8 mil mortes, em média, por ano. Em 2011, foram 5,1 mil óbitos. De janeiro a março de 2013, foram feitas 5,6 mil internações por câncer de colo do útero.


    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.