A Unidade Básica de Saúde (UBS) do Bairro Borboleta ficou sem atendimento médico por uma semana em Juiz de Fora. De acordo com a vice-presidente do Conselho Local de Saúde do bairro e Presidente do Conselho Regional de Saúde da Região Sanitária 9 (Borboleta, São Pedro e Santos Dumont), Teresa Cristina Eiterer, a clínico geral que atende na UBS precisou de atestado médico e não foi substituída. "Nesse período a população contou apenas com atendimento pediátrico que, neste momento, está ausente, pois entrou de férias e ainda não foi permutado". Segundo ela, a Secretaria de Saúde informou que não substitui funcionários que se encontram nesta posição.

A vice-presidente do Conselho informa ainda que a outra médica que atendia na unidade básica entrou em processo de aposentadoria. “A Secretaria nos informou que está vindo outra médica efetiva do bairro Bandeirantes. Ela se encontra em processo de transferência e estamos aguardando. Eles disseram também que virá outro médico efetivo, porém sem data certa. Hoje contamos somente com uma clínico geral”.

Teresa conta que ficar sem o profissional causa grande prejuízo à população local. “Tanto para as consultas de controle de doenças como hipertensão e diabetes, quanto para o atendimento de porta aberta, visto que caso seja necessário o atendimento vamos ter que nos locomover para as Unidades de Pronto Atendimento (UPA's)”.

Conforme dados levantados pelo Conselho Local de Saúde, a UBS do bairro Borboleta atende aproximadamente 8.500 pessoas e conta hoje com um médico, um enfermeiro e um auxiliar de enfermagem para atender os pacientes.

A redação do Portal ACESSA.com entrou em contato com a Secretaria de Saúde que respondeu, através de nota, da seguinte forma: “A Prefeitura de Juiz de Fora informa que houve um afastamento temporário por licença médica na última semana, mas já há um profissional médico atendendo na UBS Borboleta.  Os usuários são acolhidos e, nos casos necessários, encaminhados para dispositivo de Saúde mais próximo de suas residências. O atendimento segue com a equipe (enfermeiras e técnicas) mobilizada para ofertar o atendimento mais humanizado possível à população”.

Sobre a falta de pediatra na UBS, ainda não obtivemos resposta da Secretaria de Saúde.

Colaboração da Treinee Isabella Oliveira do 8° Período de Jornalismo do Centro Universitário Estácio Juiz de Fora



A Unidade Básica de Saúde (UBS) do Bairro Borboleta ficou sem atendimento médico por uma semana em Juiz de Fora. De acordo com a vice-presidente do Conselho Local de Saúde do bairro e Presidente do Conselho Regional de Saúde da Região Sanitária 9 (Borboleta, São Pedro e Santos Dumont), Teresa Cristina Eiterer, a clínico geral que atende na UBS precisou de atestado médico e não foi substituída. "Nesse período a população contou apenas com atendimento pediátrico que, neste momento, está ausente, pois entrou de férias e ainda não foi permutado". Segundo ela, a Secretaria de Saúde informou que não substitui funcionários que se encontram nesta posição.

A vice-presidente do Conselho informa ainda que a outra médica que atendia na unidade básica entrou em processo de aposentadoria. “A Secretaria nos informou que está vindo outra médica efetiva do bairro Bandeirantes. Ela se encontra em processo de transferência e estamos aguardando. Eles disseram também que virá outro médico efetivo, porém sem data certa. Hoje contamos somente com uma clínico geral”.

Teresa conta que ficar sem o profissional causa grande prejuízo à população local. “Tanto para as consultas de controle de doenças como hipertensão e diabetes, quanto para o atendimento de porta aberta, visto que caso seja necessário o atendimento vamos ter que nos locomover para as Unidades de Pronto Atendimento (UPA's)”.

Conforme dados levantados pelo Conselho Local de Saúde, a UBS do bairro Borboleta atende aproximadamente 8.500 pessoas e conta hoje com um médico, um enfermeiro e um auxiliar de enfermagem para atender os pacientes.

A redação do Portal ACESSA.com entrou em contato com a Secretaria de Saúde que respondeu, através de nota, da seguinte forma: “A Prefeitura de Juiz de Fora informa que houve um afastamento temporário por licença médica na última semana, mas já há um profissional médico atendendo na UBS Borboleta.  Os usuários são acolhidos e, nos casos necessários, encaminhados para dispositivo de Saúde mais próximo de suas residências. O atendimento segue com a equipe (enfermeiras e técnicas) mobilizada para ofertar o atendimento mais humanizado possível à população”.

Sobre a falta de pediatra na UBS, ainda não obtivemos resposta da Secretaria de Saúde.

Colaboração da Treinee Isabella Oliveira do 8° Período de Jornalismo do Centro Universitário Estácio Juiz de Fora


-

A Unidade Básica de Saúde (UBS) do Bairro Borboleta ficou sem atendimento médico por uma semana em Juiz de Fora. De acordo com a vice-presidente do Conselho Local de Saúde do bairro e Presidente do Conselho Regional de Saúde da Região Sanitária 9 (Borboleta, São Pedro e Santos Dumont), Teresa Cristina Eiterer, a clínico geral que atende na UBS precisou de atestado médico e não foi substituída. "Nesse período a população contou apenas com atendimento pediátrico que, neste momento, está ausente, pois entrou de férias e ainda não foi permutado". Segundo ela, a Secretaria de Saúde informou que não substitui funcionários que se encontram nesta posição.

A vice-presidente do Conselho informa ainda que a outra médica que atendia na unidade básica entrou em processo de aposentadoria. “A Secretaria nos informou que está vindo outra médica efetiva do bairro Bandeirantes. Ela se encontra em processo de transferência e estamos aguardando. Eles disseram também que virá outro médico efetivo, porém sem data certa. Hoje contamos somente com uma clínico geral”.

Teresa conta que ficar sem o profissional causa grande prejuízo à população local. “Tanto para as consultas de controle de doenças como hipertensão e diabetes, quanto para o atendimento de porta aberta, visto que caso seja necessário o atendimento vamos ter que nos locomover para as Unidades de Pronto Atendimento (UPA's)”.

Conforme dados levantados pelo Conselho Local de Saúde, a UBS do bairro Borboleta atende aproximadamente 8.500 pessoas e conta hoje com um médico, um enfermeiro e um auxiliar de enfermagem para atender os pacientes.

A redação do Portal ACESSA.com entrou em contato com a Secretaria de Saúde que respondeu, através de nota, da seguinte forma: “A Prefeitura de Juiz de Fora informa que houve um afastamento temporário por licença médica na última semana, mas já há um profissional médico atendendo na UBS Borboleta.  Os usuários são acolhidos e, nos casos necessários, encaminhados para dispositivo de Saúde mais próximo de suas residências. O atendimento segue com a equipe (enfermeiras e técnicas) mobilizada para ofertar o atendimento mais humanizado possível à população”.

Sobre a falta de pediatra na UBS, ainda não obtivemos resposta da Secretaria de Saúde.

Colaboração da Treinee Isabella Oliveira do 8° Período de Jornalismo do Centro Universitário Estácio Juiz de Fora