• Assinantes
  • Saúde
    Sexta-feira, 12 de agosto de 2016, atualizada às 13h10

    Secretaria de Saúde confirma 16 novas mortes por gripe em Minas Gerais

    Da redação

    Mais 16 mortes por gripe foram confirmadas em Minas Gerais, de acordo com o Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) na última quinta-feira, 11 de agosto. O primeiro óbito por H1N1 aconteceu em Ubá, na Zona da Mata mineira. Em Juiz de Fora, não houve confirmação de novos casos, mantendo o registro de duas mortes por H1N1 e uma por influenza A não subtipado. Os dados são atualizados semanalmente pela SES.

    O documento cita que Astolfo Dutra, Leopoldina, Muriaé e Cataguases também tiveram um óbito por H1N1 cada. As mortes por influenza A se mantiveram, com casos em Viçosa, Divinésia e Mar de Espanha, assim como a única morte por Influenza B na região, também em Astolfo Dutra.

    De acordo com o boletim, até a segunda semana de agosto, foram confirmados 446 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) causados pelo vírus Influenza em todo o estado, sendo que 159 evoluíram para óbito. Destes, 106 foram por H1N1, 47 por Influenza A não subtipado, três por Influenza B e outros três em que não foi possível classificar o subtipo do vírus.

    O boletim da SES/MG esclarece que o crescimento no número de registros de óbitos de uma semana a outra não expressa ocorrências recentes. A confirmação dos óbitos em decorrência da Síndrome Respiratória Aguda Grave causada pelo vírus Influenza ocorre após liberação de resultado  de exame laboratorial específico para o diagnóstico. Somente após essa confirmação é que os casos são inseridos no Informe Epidemiológico da Gripe. Dessa forma, o registro de óbitos é acumulativo e diz respeito a ocorrências de todo o período de janeiro a julho de 2016.

    Com informações do Boletim

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.