• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde
    Sexta-feira, 14 de outubro de 2016, atualizada às 19h24

    Personal Organizer realiza workshop em Juiz de Fora

    Angeliza Lopes
    Repórter
    foto

    Se a falta de tempo e a desorganização, causada pelo acúmulo de coisas e situações, começam a incomodar, talvez seja a hora de parar e pedir ajuda. A rotina desgastante que o novo século demanda tem influenciado no crescimento de transtornos entre as pessoas que não sabem como reverter esta situação. Para minimizar danos e trazer soluções mais práticas ao problema, surgiu o profissional conhecido como Personal Organizer.  

    Há seis anos atuando na área, Ivana PortellaAuxílio Luxuoso, afirma que a correria do dia a dia faz com que as pessoas deixem de olhar para suas casas e para elas próprias, até o momento em que as coisas começam a acumular e incomodar. “A partir daí existem dois caminhos: ou a pessoa organiza sua vida para que isto possa refletir na casa, ou o trabalho deve começar com a organização da casa, para que esta mudança reflita na pessoa”, diz.  

    A carioca, que fará workshop sobre organização de residência, rotina e documentos na próxima terça-feira, 18 de outubro (detalhes logo abaixo), em Juiz de Fora, lembra que o primeiro passo para reorganizar uma casa é entender o que é necessário. “Somos extremamente consumistas. Vamos acumulando coisas, tarefas e funções que não precisamos de verdade. Depois da casa, passamos a eliminar excessos na vida pessoal. Alguns saem do emprego, terminam casamento, voltam para o casamento. A grande vantagem de nos organizarmos é eliminar o que não precisa para poder enxergar e valorizar o que realmente é importante”.

    Com técnicas simples, ela resume que os passos para uma mudança dentro de casa: é selecionar o que é necessário; categorizar, pensando em que espaço aquilo pertence e como aquilo é utilizado; e, por último, colocar aquilo em um lugar que a pessoa acesse com facilidade. “Como uma gaveta que tem muitas coisas. Primeiro seleciona o que não é preciso e descarta, determina o que vai deixar no espaço – como materiais de escritório, e depois delimita espaços para cada grupo de objetos, usando separadores”.

    Ivana avalia que existem coisas que mesmo incomodando, precisam ser mantidas. “Não podemos jogar tudo fora, precisamos aprender a conviver com elas. Tudo que temos precisa ser administrado, desde um alfinete até a relação de mãe e filho. O trabalho para quem está angustiado, deprimido, ansioso, é diminuir a quantidade de coisas que você a administra”.

    Carreira

    Formanda em psicologia, a Personal Organizer lembra que sempre criou elos de confiança e afetividade nos lugares em que trabalhava. Já atuou por anos com Recursos Humanos (RH) e produtora cultural, mas,  ela também passou pelo momento de rever suas escolhas, e enxergou na nova profissão uma forma de se organizar e ajudar outras famílias a encontrar um novo caminho.

    “Trabalhava como produtora cultural, que é uma profissão bem desgastante. Nunca fui naturalmente organizada (rs), mas minha memória me ajudava a lembrar tudo que tinha que fazer. Neste período comecei a ter dificuldades para dar conta de tudo e vi que precisava reaver minhas escolhas”, lembra. Depois de começar a trabalhar na profissão, ela viu uma nova porta ao ser convidada pela amiga para treinar os funcionários de uma grande loja de produtos organizadores. “Foi ai que comecei com treinamento, cursos e palestras. Já tive mais de mil alunas e palestrei fora do país, nos Estados Unidos e Portugal”, conta.

    Curso

    Os workshops acontecem na próxima terça, 18, e quarta-feira, 19,  no Independência Trade Hotel. No primeiro dia o assunto será 'Organização de Residência' e no segundo sobre 'Organização de Rotinas e Documentos'. O valor é de R$ 150 por cada módulo e as vagas são limitadas. Os ingressos podem ser adquiridos na Loja Arrumatta (no Brás Shopping).

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.