• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde
    Quinta-feira, 4 de maio de 2017, atualizada às 18h17

    Dia Municipal do Celíaco: Laila Hallack conta sobre desafios da doença

    Angeliza Lopes
    Repórter

    Já ouviu falar em doença celíaca? Ainda desconhecida pela maior parte da população, a enfermidade se caracteriza pela intolerância ao glúten, uma proteína presente no trigo, na cevada, na aveia e no centeio. Para conscientizar os juiz-foranos sobre o problema, que acontece nesta sexta-feira, 5, o Dia Municipal do Celíaco, comemorado internacionalmente na mesma data.

    A jornalista e blogueira Laila Hallack, diagnosticada com a doença em 2011, tem dividido, desde então, suas dificuldades e rotina sem glúten nas redes sociais, aproximando outros celíacos de pessoas que nunca tinham ouvido falar da moléstia.

    Os dados nacionais ainda não são exatos, já que muitos não sabem que possuem intolerância ao glúten. Esta situação acontece porque o diagnóstico do problema é difícil: pode ser confundido com doenças do intestino ou relacionadas à carência de nutrientes. Os sintomas mais frequentes são diarreia, excesso de gases e desconforto abdominal, além de fadiga e dor de cabeça. Segundo Laila, antes do diagnóstico, ela vivia passando mal sem saber o motivo. “Comia pão, pizza, bolo e tinha um desconforto muito grande, minha barriga ficava muito inchada, como se eu estivesse estufando. Ou meu intestino ficava muito solto ou preso. Vivia passando mal! Tratava de gastrite, e em uma dessas consultas, minha gastro desconfiou e fiz os exames de sangue e biopsia”, lembra a blogueira.

    Depois de descobrir a causa de todos os desconfortos, a jornalista precisou por passar por um período de readequação alimentar, com restrições severas a qualquer produto com glúten. Ela destaca que foi muito difícil no início, por não saber bem o que podia e não podia comer. “Tive que abandonar alguns hábitos alimentares. Apesar disso, notei uma melhora imediata, valeu a pena todo o sofrimento, pois passamos por momentos de negação e aceitação”, afirma, completando que atualmente sua maior dificuldade é vida social, já que ainda encontra limitações em ser atendida nos estabelecimentos e festas.

    Por ter dificuldade em encontrar lugares que entendam os celíacos e que cozinhem para eles, que Laila ressalta a necessidade de estabelecimentos de Juiz de Fora avançarem no assunto. “Existem padarias e restaurantes que entendem o risco da contaminação cruzada, por exemplo, mas outros acham que não somos bons clientes. Mas, quando o local se dispõe a nos dar uma atenção, tornamos clientes assíduos, pois são poucos os ambientes que oferecem alimentos adequados para nós”.

    Vídeos para celíacos

    Associando seu trabalho como apresentadora e jornalista às descobertas gastronômicas e experiências relacionadas a vida como celíaca, que Laila lança, em parceria com a Produtora Vagalume Filmes, um projeto audiovisual ainda no mês de maio. Ela detalha que a proposta é levar para o público várias receitas de família, já adaptadas. “A intenção é mostrar que a pessoa pode viver com a restrição, sem abandonar sua relação com a comida. Mais que comer, a alimentação tem um caráter de socialização, relacionamento e até cultural. Neste conteúdo queremos frisar que dá para viver com saúde, comendo coisas gostosas”, explica a jornalista que lançou recentemente o Celíaca Experimenta. Em vídeos bem humorados, ela e seus convidados provam produtos sem glúten e fazem uma avaliação deles.

    "Brinco que é um serviço de utilidade pública. Quando o produto é realmente ruim, deixo avisado pra ninguém gastar dinheiro com ele. E quando é bom, fica o incentivo para que experimentem também". Além do retorno positivo de celíacos e não celíacos que se divertem com as experiências, os vídeos despertaram a atenção de marcas que a procuram para testar produtos e sugerir mudanças.

    Dia Municipal do Celíaco

    Para lembrar o Dia Municipal do Celíaco, celebrado nesta sexta, 5, voluntários e servidores vão panfletar em frente à Câmara dos Vereadores, no Parque Halfeld, das 9h às 15h. Durante a ação, o grupo vai explicar para quem passar pelo local sobre as dificuldades enfrentadas pelas pessoas que padecem dessa doença, além de falar das experiências com pessoas celíacas.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.