Terça-feira, 28 de agosto de 2018, atualizada às 15h40

Vacinação antirrábica de cães e gatos acontece em 106 postos neste sábado

Da redação

No próximo sábado, 1° de setembro, serão aplicadas doses da vacina antirrábica em cães e gatos de Juiz de Fora. Organizado pelo Setor de Zoonoses do Departamento de Vigilância Epidemiológica e Ambiental (Dvea), a imunização contra a raiva deve ser feita em animais a partir de três meses de idade. Na data, 106 postos de vacinação funcionarão normalmente, das 8h às 17h. Confira a lista completa dos postos em anexo.

Para os animais que estão recebendo a primeira dose da vacina da vida, há recomendação de uma dose de reforço, que poderá ser dada no dia 20 de outubro, quando será realizada a segunda etapa da campanha.

A Secretaria de Saúde realiza a vacinação das principais espécies envolvidas na transmissão da raiva, que são os cães e gatos, e recomenda aos proprietários de bovinos, equídeos, caprinos, ovinos e suínos que procedam a vacinação de seus animais de forma particular.

Casos da doença

Em relação à situação epidemiológica do município, não há ocorrência de casos em caninos e felinos desde 1998, devido às constantes e efetivas campanhas de vacinação realizadas pela Secretaria de Saúde, anualmente.

Porém, têm sido confirmados casos de raiva em bovinos e equídeos nos últimos anos em Juiz de Fora, mostrando a circulação viral no município e a importância da vacinação, que é a principal maneira de prevenir o aparecimento da doença.

Transmissão

A raiva é uma doença causada por vírus e pode ser transmitida ao ser humano, principalmente por mordedura e lambedura de mucosas. A zoonose pode causar encefalite e ocasiona a morte em praticamente todos os casos. De acordo com o médico veterinário responsável pelo Setor de Zoonoses e coordenador da Campanha de Vacinação Antirrábica Animal, José Geraldo de Castro Júnior, é necessário ficar atento à alteração de comportamento dos animais: “Quando contaminados, apresentam febre, perda de apetite, agressividade, paralisia das patas, uivos e aumento de sensibilidade à luz, procurando ficar em locais escuros. Além de salivação e medo de água (hidrofobia).


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.