• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde
    Quarta-feira, 11 de dezembro de 2019, atualizada às 11h27

    Médico é denunciado por montar esquema de cobrança de pacientes do SUS em hospital de Ubá    

    Da redação

    O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) ofereceu três denúncias à Justiça contra um médico que atuava no Hospital Santa Isabel, entidade filantrópica conveniada ao SUS, localizada em Ubá, Zona da Mata, por corrupção passiva e concussão, que é pedir, em razão da função que ocupa, vantagem indevida. Ele é acusado de realizar cobranças ilícitas de gestantes, usuárias do SUS, para a realização de partos cesáreas, mesmo sendo o procedimento gratuito pela rede pública.

    Segundo a nota, o homem também é acusado de montar um esquema criminoso que garantia, a quem pagasse, acesso privilegiado aos serviços médicos de urgência e emergência no hospital. Esses usuários e outros, conveniados a planos de saúde, não eram submetidos a qualquer classificação de risco clínico ou tempo de espera, diferentemente dos pacientes dos SUS, que só eram atendidos após longa demora.

    De acordo com a denúncia, o médico ficava de plantão quase todos os dias e noites no hospital, administrando o esquema ilegal de cobrança dos pacientes do SUS. O pagamento pelas consultas seria a condição para o acesso prioritário ao atendimento no pronto socorro, cujo serviço já era coberto pela rede pública de saúde. Até o momento, foram identificadas 128 vítimas das cobranças ilícitas do médico.

    A Melhor Internet Está Aqui

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.