• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde
    Quarta-feira, 15 de janeiro de 2020, atualizada às 15h21

    Zoonose explica cuidados que devem ser tomados com caramujos africanos

    Da redação

    Durante a época de chuvas, é comum o aparecimento de grandes quantidades de caramujos africanos. Esta espécie invasora foi trazida ao Brasil na década de 1980, para substituir o escargot, e acabou se espalhando pela natureza, tornando-se uma praga urbana.

    De acordo com o veterinário do Setor de Zoonoses da Secretaria de Saúde (SS), José Geraldo de Castro Júnior, o caramujo africano tem rápida reprodução e pode causar verminoses por ser hospedeiro do Angiostrongylus costaricensis. Por isso, a SS orienta a população sobre os cuidados que devem ser tomados para a eliminação dessa espécie.

    As principais medidas de combate ao caramujo estão relacionadas ao manejo ambiental. Como esses animais se alimentam de plantações e se alojam em locais com lixo, é importante manter a capina sempre em dia e fazer o acondicionamento e descarte do lixo da maneira correta. “O caramujo não resiste a incidência solar direta, então, o ideal é manter o mato sempre baixo e não manter acúmulo de entulho”, afirma José Geraldo.

    Como se proteger

    • Não consumir, nem tocar no animal;
    • Deixar de molho frutas e legumes por 30 minutos, dentro de uma bacia com uma colher de água sanitária e um litro de água;
    • Caso toque o animal, lave imediatamente a região com água e sabão;

    Como eliminar corretamente

    • Com as mãos protegidas com luvas ou sacos plásticos, coloque os animais dentro de um balde ou latão. Em seguida, acrescente um litro de água sanitária e três litros de água. Em 30 minutos os animais morrerão. Basta jogar a água fora, botar os caramujos em um saco plástico e eliminá-los na coleta de lixo normalmente;
    • Os ovos do caramujo também devem ser eliminados. Eles ficam alojados a cerca de um centímetro da terra. Por isso, é importante manter os terrenos capinados e limpos;
    • Não é indicado matar o animal com sal, pois desta forma o terreno fica inutilizado para a agricultura.


    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.