• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde
    Quarta-feira, 25 de março de 2020, atualizada às 16h44, atualizada Quinta-feira, 26 de março de 2020, às 15h14

    Santa Casa suspende cirurgias eletivas e adota medidas para evitar contágio do coronavírus

    Da redação

    Em função da pandemia de Coronavírus, a Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora adotou medidas para evitar o contágio e manter a segurança de pacientes, visitantes e colaboradores.

    O Hospital suspendeu todas as cirurgias eletivas (aquelas que não são de Urgência e Emergência) e todas as visitas aos pacientes, mesmo as visitas ao CTI, mas a equipe assistencial entra em contato telefônico com familiares para informar o estado de saúde dos pacientes.

    As endoscopias e colonoscopias eletivas também foram suspensas. Na Neonatologia, a visita dos avôs estão, temporariamente, vedada e é permitida apenas uma pessoa por vez no leito do bebê.

    Também não serão realizadas consultas no Ambulatório do SUS. As consultas de pré-natal deste ambulatório serão avaliadas, caso a caso, pela médica chefe do departamento.

    Para recém-nascidos que necessitam fazer a Triagem Auditiva Neonatal, popularmente conhecida como Teste da Orelhinha, o Hospital lembra que o exame pode ser feito até os três meses de vida. "Estão sendo priorizadas as crianças desta faixa-etária. Os Cursos de Gestantes também estão cancelados. Assim que a situação se normalizar, entraremos em contato com a família para reagendar o exame".

    Amamentação e Covid-19

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) orienta a manutenção da amamentação. Pois ainda não há nenhuma comprovação científica de que o leite materno possa disseminar o Coronavírus. Conforme recomendação técnica 01/20.170320 publicada pelo Ministério da Saúde em parceria com a Fio Cruz e a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano, os benefícios da amamentação superam quaisquer riscos potenciais de transmissão do vírus através do leite materno.

    A médica coordenadora do Serviço de Apoio ao Aleitamento Materno (SAAM), Maria Zélia Tavares, explica que mães com Covid-19 podem amamentar se desejarem, mas devem higienizar as mãos antes de tocar o bebê, usar máscara de proteção facial que cubra completamente nariz e boca e trocá-la a cada mamada ou em caso de tosse e espirro. Também não devem falar ou tossir durante a amamentação. Deve-se considerar a possibilidade de solicitar a ajuda de alguém que esteja saudável para oferecer o leite materno em copinho, xícara ou colher ao bebê.

    Pacientes com dúvidas devem ligar para o Ambulatório do SUS pelo telefone 3229-2386 ou Serviço de Apoio ao Aleitamento Materno: 3229-2211.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.