• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde
    Terça-feira, 7 de abril de 2020, atualizada às 14h22

    Pneumologista questiona eficiência das máscaras feitas com material TNT

    Da redação

    Depois de ensinar como produzir um modelo simples de máscara caseira, o pneumologia Júlio Abreu, que apoia campanha de que todos usem o item como forma de evitar a disseminação do COVID-19, fala sobre Mitos e Verdades em relação aos Equipamentos de Proteção Individual (EPI's). No vídeo gravado no último domingo, 5 de abril, o professor e médico questiona sobre a funcionalidade do uso de máscaras confeccionadas com material TNT. Ele considera o tecido ineficaz para a proteção individual.

    No entanto, no último dia 2 de abril, o Ministério da Saúde publicou orientações para produção da máscara caseira, e, dentre os pano indicados está o TNT. "É preciso que a máscara tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja dupla face. E mais uma informação importante: ela é individual. Não pode ser dividida com ninguém. As máscaras caseiras podem ser feitas em tecido de algodão, tricoline, TNT ou outros tecidos, desde que desenhadas e higienizadas corretamente", informa trecho do texto.

    Mas, para o pneumologia, o TNT - que quer dizer tecido não tecido, é composto de fibras sintéticas. No vídeo, ele avalia que mesmo que tenha dupla camada, ela não pode ser comparada com as máscaras cirúrgicas, que possuem três camadas e um elemento especial de proteção entre elas. "A máscara de tecido de algodão dá proteção de 70%, com absorção das partículas virais, comparada com a cirúrgica, já a de TNT não sabemos o quanto protege", afirma, lembrando que elas também não são reutilizáveis.

    Confira o vídeo na íntegra abaixo:







    Ver essa foto no Instagram

    Uma publicação compartilhada por Prof. Júlio Abreu (@profjulioabreu) em

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.