Setembro Amarelo: CVV realiza atendimento gratuito em Juiz de Fora

O dia 10 deste mês é, oficialmente, o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

por Jorge Júnior - 04/09/2021

Juiz de Fora conta, desde o início de 2021, com uma unidade do Centro de Valorização da Vida (CVV), que atua exclusivamente com voluntários, em atendimentos gratuitos, para ouvir e apoiar pessoas que precisam conversar, muitas delas com ideias suicidas.

Neste mês de setembro, que é realizada a campanha Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio, o Portal ACESSA.com conversou com o presidente da mantenedora, Gerson Sobrinho.

Segundo Gerson, "o CVV é uma das entidades não governamentais mais antigas do país, com 58 anos. Atualmente, somos cerca de 3 mil voluntários em todo o país, atendendo cerca de 3 milhões de chamados anuais, pelo 'Ligue 188'. Trata-se de uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federal em 1973, sem viés religioso ou ligado a qualquer outra iniciativa".

Os interessados em procurar ajuda podem entrar em contato, gratuitamente, pelo telefone, e-mail, chat ou carta. "Todo atendimento é com total sigilo. A pessoa pode falar, sem julgamento e ter o acolhimento que busca. Devido à pandemia da Covid-19, os atendimentos presenciais estão suspensos. A pessoa pode ligar a qualquer hora do dia, de qualquer aparelho telefônico, celular, fixo ou até orelhão. Os atendimentos por telefone acontecem 24 horas por dia, 7 dias por semana, todos os dias do ano".

Em alusão à campanha Setembro Amarelo, Gerson explica que, "devido à pandemia, estamos somente realizando palestras sobre o tema via web pelos canais de mídias e com o projeto “Ilumina – Setembro Amarelo” em que buscamos entidade públicas e privadas, para iluminar suas sedes na cor amarela ou colocar um faixa sobre a campanha".

Conforme o presidente, ainda existe muito preconceito em falar sobre o tema. "É importante falar para que as pessoas possam tomar ciência que o suicídio pode ser evitado. Como diz o nosso slogan: 'Falar é a melhor saída”.

Como se tornar um voluntário?

Basta fazer o curso de capacitação, totalmente gratuito, oferecido pelo CVV e ter disponibilidade de tempo para ajudar.

Contatos:

E-mail: juizdefora@cvv.org.br

Endereço: Rua Santa Rita, 318/201, Centro, Juiz de Fora (MG), CEP. 36.010-070.

Telefones: (32) 98508-5561, Ligue 188 | Atendimento 24 horas | www.cvv.org.br

Origem da campanha

Historicamente, a origem do Setembro Amarelo começou nos EUA, quando o jovem Mike Empe, de 17 anos, cometeu suicídio, em 1994. Mike era um rapaz muito habilidoso e restaurou um automóvel MusTang 68, pintando-o de amarelo. Seus pais e amigos não perceberam que o jovem tinha sérios problemas psicológicos e não conseguiram evitar sua morte.

No dia do velório, foi feita uma cesta com muitos cartões decorados com fitas amarelas. Dentro deles tinha a mensagem "Se você precisar, peça ajuda." A iniciativa foi o estopim para um movimento importante de prevenção ao suicídio, pois os cartões chegaram realmente às mãos de pessoas que precisavam de apoio. Em consequência dessa triste história, foi escolhido como símbolo da luta contra o suicídio, o laço amarelo.

A campanha Setembro Amarelo® salva vidas!

Desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, em parceria com o Conselho Federal de Medicina – CFM, organiza nacionalmente o Setembro Amarelo®. O dia 10 deste mês é, oficialmente, o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, mas a campanha acontece durante todo o ano.

São registrados mais de 13 mil suicídios todos os anos no Brasil e mais de 1 milhão no mundo. Trata-se de uma triste realidade, que registra cada vez mais casos, principalmente entre os jovens. Cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.