• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde
    Ana Stuart Ana Stuart 24/01/2008

    Luto

    Ilustração de uma mulher de luto Lutar é a verdadeira essência desta palavra luto. Lutar contra um sentimento de adeus, despedida, sentir-se impotente diante de... Quem está diante do luto está se despedindo da única verdade inevitável. Este é o luto obrigatório.

    Tudo bem que luto exige transformação, modificação – enfim – mudança. E nunca a mudança naquele momento é prazerosa, normalmente é uma mudança imposta pela vida, ou pela morte, perda enfim...

    Hoje vou falar do luto voluntário, aquele em que você precisa vivenciar para a sua própria sobrevivência, ou seja – é a sua vida que está em jogo, em relação à sua morte iminente.

    É sempre uma droga que precisa sair de sua vida. É um processo doloroso e extremamente difícil. Envolve compulsão, obsessão, tormento, frustração, orgulho, desistência, culpa, investimento negativo, prejuízo, rendição, doença.

    Quando um dependente se decide a deixar o vício, isto só ocorrerá se ele realmente vivenciar o luto em relação àquela substância, ou àquela pessoa, ou mesmo situação ou hábito.

    Despedir de verdade implica em sofrer a abstinência, que nem sempre é fácil.

    As conseqüências são muitas vezes a sensação do vazio, sensação da própria morte.

    Na maioria dos casos faz-se necessário a ajuda profissional multidisciplinar, a ajuda do grupo anônimo e os doze passos, seja: A.A., N.A., CODA, MADA, CA, J.A., Al-anon, Nar-anon, Amor–exigente entre outros.

    Costumo dizer que aquele que realmente optou pela qualidade de vida e vivenciou realmente o luto necessário, torna-se um ser humano muito mais forte.

    Não é fácil... Estou sempre buscando vivenciar os meus lutos e pensando: que ganhos secundários este hábito nocivo me traz? Não me refiro àquela tentativa que começa só amanhã – hoje – Só por hoje!


    Ana Stuart
    é psicóloga e terapeuta familiar

    Sobre quais temas (da área de psicologia) você quer ler novos artigos nesta seção? A psicóloga Ana Stuart aguarda suas sugestões no e-mail viver_psique@acessa.com.



    Os autores dos artigos assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo dos textos de sua autoria. A opinião dos autores não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Portal ACESSA.com

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.