Armando Falconi Armando Falconi 1º/3/2011

Tofu - queijo de soja

Foto de Armando FalconiA ingestão de derivados da soja, como o tofu (queijo de soja), o missô (pasta), o shoyo (molho), o leite e a proteína da soja, é uma ótima maneira de proteger o organismo de importantes problemas de saúde, como o câncer, doenças cardíacas, osteoporose e menopausa. Vale a pena experimentar!

A soja é rica em um grupo de substâncias chamadas isoflavonas, que são encontradas exclusivamente nos vegetais e ajudam a manter a saúde. Vamos descobrir os segredos da soja.

Ensinamos em nossos cursos, palestras e entrevistas que a soja e seus derivados ajudam a fortalecer o corpo humano, fortalecendo os sistemas e estimulando nossa saúde. Destacamos dentre outros, os seguintes pontos:

1. Reduz o risco de doenças cardíacas

Uma dieta rica em proteínas da soja parece reduzir o risco de doenças cardíacas. Trata-se de um alimento pobre em gorduras saturadas e sem colesterol, mas rico em proteínas importantes. Dessa forma, representa um excelente substituto para as carnes.

A proteína da soja reduz os níveis de colesterol. Estudos mostram que 25 gramas por dia dessa proteína são suficientes. Além disso, inibe a oxidação do colesterol — a qual pode causar lesões nas artérias. Uma substância encontrada na soja, denominada genisteína, impede a formação de coágulos e o crescimento das células que formam placas nesses vasos sanguíneos. Portanto, a ingestão de proteína da soja é uma boa forma de proteger o coração.

2. Reduz o risco de câncer

A alimentação é um dos fatores que podem ajudar a reduzir o risco de câncer. Pequenas quantidades de soja, uma porção dela ou seus derivados por dia, podem evitar muitos tipos de câncer, incluindo o câncer de mama, pulmão, cólon, reto, estômago e próstata.

Uma porção equivale a ½ xícara de soja cozida, tofu ou proteína de soja texturizada (hambúrguer vegetal), ou 1 xícara de leite de soja. As isoflavonas destacam-se como fator de proteção. A genisteína evita o crescimento de células cancerosas em laboratório, alterando a atividade enzimática dessas células. Além disso, ela atua em casos de câncer dependentes de hormônios, como o câncer de mama e de próstata.

3. Ajuda a prevenir a osteoporose

A ingestão de derivados da soja é uma boa maneira de manter ossos saudáveis e diminuir o risco de osteoporose. Essa doença é caracterizada pelo enfraquecimento dos ossos e representa um problema de saúde grave e comum. Pode ser evitada através de exercícios e de uma boa alimentação.

Os derivados da soja podem proteger os ossos através de três mecanismos:

  • São ricos em cálcio. O tofu (½ xícara) contém 130 mg de cálcio. O leite de soja (1 xícara) contém 80 mg, e pode ser enriquecido com até 300 mg.
  • As substâncias presentes na soja como as isoflavonas, particularmente a daidezeína, evitam a reabsorção dos ossos.
4. Combate o diabetes

Foto de Armando FalconiA doença diabetes é caracterizada por níveis elevados de açúcar no sangue, em decorrência da falta de insulina ou da utilização inadequada desse hormônio. Os pacientes com a doença apresentam risco elevado de doenças cardíacas, lesões oculares, renais, neurológicas e nos membros. A melhor dieta, na maioria dos casos, consiste em alimentos pobres em gorduras, ricos em carboidratos complexos (amido e fibras) e com quantidades moderadas de proteínas.

Os alimentos derivados da soja ajudam no combate à doença de duas formas: Reduzem a absorção de glicose para a circulação sanguínea. Tendo em vista que são ricos em fibras, esses alimentos apresentam um baixo índice glicêmico, ou seja, causam uma elevação apenas discreta na concentração de glicose no sangue. São particularmente úteis por facilitarem a ação da insulina. Reduzem os níveis de colesterol e, portanto, ajudam a evitar ou controlar algumas complicações da doença, como a aterosclerose ("entupimento" das artérias) e doenças renais.

5. Melhora os sintomas da menopausa

As mulheres que ingerem ½ xícara de produtos da soja, diariamente, apresentam menos episódios de fogachos e sudorese noturna.

As isoflavonas, encontradas nesses alimentos, são consideradas fitoestrógenos, ou seja, estrógenos de origem vegetal. Apresentam propriedades semelhantes ao estrógeno humano, embora com menor efeito, melhorando os sintomas da menopausa. Hoje em dia, há muitas mulheres utilizando as isoflavonas no lugar de hormônios sintéticos e os efeitos são bastante encorajadores. Há várias pesquisas recentes, comprovando a eficácia das isoflavonas na terapia de reposição hormonal.
Dentre os derivados da soja, iremos explorar a seguir o queijo de soja, isso mesmo o tofu, iremos conhecer sua origem, suas propriedades e curiosidades, aproveitem e mudem hábitos alimentares para adquirirem mais saúde!

Origem do tofu

Há mais de dois mil anos, os chineses descobriram que misturando o sal precipitado da água do mar ao leite de soja, este talhava e dava origem a uma coalhada vegetal de suave sabor e textura super macia.

Os sacerdotes japoneses — Kento — que estiveram na China para estudar sobre o budismo, no final de século VIII, trouxeram o produto para o Japão. Nesta época o tofu já fazia arte da alimentação da nobreza chinesa. E foi a partir daí que ele ganhou o nome de tofu e passou a ser alimento-componente obrigatório da dieta livre de proteínas animais dos monges budistas. E com o passar dos tempos, gradativamente, o tofu passou a fazer parte da alimentação dos samurais, e popularizou-se tanto no Japão que não temos como mensurar ou registrar quando o tofu foi trazido para o mundo ocidental.

Nome: A palavra japonesa tofu é exclusivamente utilizada para designar o queijo de soja em quase todas as línguas, o interessante é que na China, país de origem, ele é conhecido como doufu.

Tofu - Propriedades terapêuticas - medicinais

Foto de Armando FalconiEstudiosos americanos da Universidade do Sul da Califórnia comprovaram que as mulheres americanas de ascendências asiáticas, que consomem regularmente tofu e outros alimentos derivados de soja, possuem menos chances de desenvolverem câncer de mama, devido a uma substância presente no tofu que é o fitoestrógeno, muito semelhante ao hormônio feminino. E o queijo de soja ainda tem outra vantagem, é menos calórico, podemos tranquilamente, em nossas receitas de bolos, biscoitos e tortas, substituir o ovo pelo tofu, pois esse procedimento ajuda a reduzir a quantidade de gorduras e calorias dos alimentos. Cinco colheres do purê (o tofu batido no liquidificador com um pouco de água) equivalem a um ovo inteiro.

Tofu - propriedades nutricionais

Você sabia que, por ser derivado da soja, o tofu possui propriedades nutricionais das leguminosas? E os benefícios não terminam por aí, ele é uma fonte perfeita de proteínas, e ainda é rico em sais minerais como o cálcio, fósforo e magnésio. O interessante é que o tofu possui melhor digestão do que os grãos de soja em nosso organismo. Existe uma observação importante ainda, é que devemos consumir o tofu feito com a soja orgânica. E, finalmente, o queijo de soja é um alimento simples e prático, não requerendo conhecimentos e preparos especiais para que suas propriedades nutricionais sejam aproveitadas totalmente. Podemos consumi-lo nas mais variadas formas em saladas, assados, sobremesas, sanduíches etc.

Tofu - curiosidades

Para aquelas pessoas que optam pela dieta vegetariana, elas devem ingerir diariamente porções de soja ou derivados, pelo menos três vezes ao dia, para que possam suprir as necessidades diárias de proteínas no organismo.

O tofu popularizou-se no Japão, e disseminou para o mundo inteiro, fez tanto sucesso e teve tanta aceitação alimentar, que um livro de culinária Tofu Hyakuchin com mais de cem receitas a base de queijo de soja, foi bestseller.

Este alimento saboroso pode ser utilizado de diversas formas: cru, cozido, nos preparos de inúmeros doces e salgados, porém uma das mais notáveis receitas chinesas é o tofu recheado que, passou a ser o prato predileto do fundador da dinastia Ming, Zhu Yauhzhang.

Conforme conta a tradição, este prato reportava o futuro imperador Zhu, as lembranças de sua juventude que ao passar fome, batia de porta em porta solicitando alimento. Um dia, bateu à porta de uma senhora e pediu comida, não tendo ela muito que oferecer, recheou um pedaço de tofu com legumes e vegetais cozidos e deu-lhe. A combinação ficou tão perfeita, saborosa e marcante que, quando Zhu tornou-se imperador, ordenou que este prato fosse introduzido em seu cardápio imperial semanalmente.

Foto de Armando FalconiPodemos então inferir que o tofu é um "manjar dos deuses" para a nossa saúde, pois, há mais de dois mil anos é o alimento principal dos imperadores, dos monges budistas que guardam o conhecimento e a sabedoria da longevidade da vida.

Temos duas apostilas, com mais de cinquenta receitas cada, de como usar o tofu e outros derivados da soja. Você merece e o universo agradece o uso do tofu semanalmente, em seu cardápio alimentar que irá promover variados benefícios à saúde.

Com sinceros votos de muita paz e saúde a tudo e a todos, ficamos à disposição para responder e esclarecer pontos relacionados a este tema. Entre em contato conosco, pois as informações são muitas, mas o espaço do artigo é limitado. Aguardamos seu e-mail.

Encerramos com saudações holísticas!


Armando Falconi Filho
é Terapeuta Holístico, Escritor, Consultor, Conferencista
Saiba mais clicando aqui.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.