Segunda-feira, 25 de agosto de 2008, atualizada às 17h03

Em quase três semanas de funcionamento, ouvidoria eleitoral já registra 29 denúncias. Número aumentou com início da propaganda no rádio e TV



Priscila Magalhães
Repórter

A ouvidoria eleitoral, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-JF), já recebeu 29 denúncias de descumprimento da lei eleitoral pelos candidatos em Juiz de Fora. Deste total, três foram encaminhadas ao Ministério Público Eleitoral.

O número é considerado alto pelo ouvidor eleitoral Marco Aurélio Lyrio Reis, levando em consideração que o trabalho se iniciou no último dia 04. Para ele, o aumento das denúncias com o início da propaganda no rádio e na televisão, era esperado. "As pessoas ficam mais atentas e se preocupam mais em fiscalizar", diz ele. Além disso, o ouvidor diz que a população está mais consciente. "A conscientização está crescendo e as pessoas se preocupando em conhecer melhor os candidatos".

Todas as denúncias são referentes ao descumprimento das leis pelos candidatos a vereador. Três denúncias foram encaminhadas ao Ministério Público Eleitoral com base em provas. As outras aguardam complementação de dados, já que o papel da ouvidoria é desafogar a Justiça Eleitoral. "Temos que fazer uma triagem inicial e encaminhar somente o que merece investigação", explica.

Se o Ministério investigar e oferecer representação, o candidato pode perder o registro já deferido e, em caso de ser eleito e diplomado, perder o cargo. O telefone da Ouvidoria é (32) 3212-4168. Para denunciar é necessário se identificar e apresentar provas contra o candidato.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.