• Assinantes
  • Autenticação
  • Seus Direitos

    Terça-feira, 27 de janeiro de 2009, atualizada às 12 h

    Material escolar apresenta variação de quase 400% nas papelarias de JF


    Patrícia Rossini
    *Colaboração
    Madalena Fernandes
    Revisão

    Na hora de comprar o material escolar, o consumidor juizforano pode encontrar uma diferença de preços de quase 400% em alguns itens, conforme pesquisa realizada pelo Procon/JF. O levantamento, feito em oito papelarias da cidade, avaliou o preço de 27 produtos da lista de material. Dentre eles, seis apresentaram variação menor do que 100%.

    O superintendente do Procon, Eduardo Schroder destaca a importância da pesquisa de preços para garantir a economia. "O consumidor não deve comprar por impulso. Na pesquisa, ficou constatada a grande variação nos preços. No total da lista, por exemplo, a diferença chega a 133,99%."

    Apesar de a pesquisa considerar a finalidade de cada produto e não a qualidade, Schroder afirma que este ponto deve ser levado em conta pelos pais. "Não temos como pesquisar a qualidade, pois existem diversas marcas. Mesmo assim, os pais devem ficar atentos na hora da compra", recomenda.

    Os juizforanos estão antenados aos preços. Todas as pessoas abordadas pelo Portal ACESSA.com no centro da cidade disseram que pesquisam vários estabelecimentos em busca do menor preço. A dona de casa Neuza Gomes chega a passar o dia todo na rua para tentar economizar na lista de material. "Antes de comprar, tem que pesquisar. Eu já encontrei diferença de metade do preço entre uma loja e outra", alega.

    Outra dica do Procon, segundo o superintendente, é negociar o tipo de pagamento para obter vantagens. "Às vezes, o desconto dado ao pagamento à vista compensa e o consumidor não precisa pesquisar tanto. As lojas costumam ser flexíveis na hora da negociação."

    A balconista Andréa Teixeira (foto ao lado) precisa comprar material para o terceiro e o quinto ano do ensino fundamental. Ela declara que mesmo quando a diferença de preços não é grande, pede descontos e compra à vista para conseguir o melhor negócio.

    A mesma situação é percebida pelo funcionário público estadual Ramon Amoroso Lima, que acredita que a pesquisa de preços deve ser praticada em todas as situações. "Vim comprar o material do meu filho de 7 anos e, apesar do preço das lojas ser parecido, encontrei diferença no desconto. Algumas papelarias estavam fazendo 12% à vista, e eu consegui comprar com 15%", comemora.

    Quem tem dúvidas ou reclamações deve procurar o Procon, que fica na avenida Independência, 992. O telefone é 3690-8439.

    *Patrícia Rossini é estudante de Comunicação na UFJF

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.