• Assinantes
  • Autenticação
  • Seus Direitos

    Quinta-feira, 2 de abril de 2009, atualizada às 13h

    STF adia julgamento da obrigatoriedade do diploma de jornalista


    Guilherme Arêas
    Repórter

    Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) não conseguiram cumprir a pauta de julgamento desta quarta-feira, 1º de abril, que incluía a votação da exigência de diploma em Jornalismo como requisito para o exercício da profissão. Nem mesmo o julgamento da Lei de Imprensa, assunto que entraria em votação antes da questão do diploma, foi concluído. O julgamento terá continuidade na sessão plenária do dia 15 de abril.

    Os ministros Carlos Ayres Britto e Eros Grau deram votos favoráveis à revogação total da Lei de Imprensa, instituída em pleno período ditatorial, em 1967. Para os ministros, a legislação é incompatível com a Constituição Federal de 1988. Na sessão do dia 15 de abril, os outros nove ministros devem concluir a votação.

    Só depois de julgada a Lei de Imprensa é que a questão da obrigatoriedade do diploma volta à pauta do STF. Para a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), o adiamento foi positivo. A executiva da entidade e a coordenação da Campanha em Defesa do Diploma vão se reunir para traçar novas estratégias de continuidade do movimento.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.