• Assinantes
  • Autenticação
  • Seus Direitos
    Terça-feira, 27 de agosto de 2013, atualizada às 18h

    Procon de JF instaura processo administrativo contra empresa de produtos eletrônicos

    procon

    Após o registro de mais de 50 reclamações no Procon de Juiz de Fora contra a empresa Neon, integrante do Grupo Neon Distribuidora de Produtos Eletrônicos Ltda, que atua em todo o território nacional, o órgão vai instaurar processo administrativo contra a empresa.

    Segundo a assessoria da instituição, as reclamações indicam que a Neon estaria oferecendo produtos eletrônicos com preços abaixo dos praticados no mercado, por meio de um programa de TV, e não estaria entregando as mercadorias aos consumidores.

    Além de aplicar as sanções previstas no Código de Defesa do Consumidor, o Procon irá notificar a empresa Akatus Meios de Pagamento S/A, que recebia os pagamentos dos consumidores; as operadoras de cartão de crédito; o programa de TV onde estavam sendo exibidos os comerciais da venda dos produtos e levar ao conhecimento do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (CONAR) as irregularidades encontradas.

    Orientações

    Com isso, o setor faz um alerta aos consumidores sobre os riscos de compras efetuadas por meio do comércio eletrônico, a fim de evitar problemas como este. "Antes de adquirir um produto via site, TV ou por telefone, o consumidor deve estabelecer um diálogo com o fornecedor, de modo que, na hipótese de ocorrer algum problema, tenha conhecimento dos procedimentos a serem adotados", alerta o Procon.

    As facilidades oferecidas pela rede mundial de computadores, especialmente a comodidade de comparar preços e fazer compras sem sair de casa, não devem motivar descuidos. É importante procurar sites de credibilidade, com boas referências, exigindo sempre, no ato da entrega do produto, a nota fiscal; o consumidor deve observar os procedimentos e os recursos adotados para garantir a segurança e a confidencialidade da transação eletrônica; é essencial que o consumidor confira a qualidade da mercadoria e verifique se corresponde ao ofertado.

    Ao sinal de qualquer irregularidade, é indicado que o consumidor não receba o produto e entre em contato com o fornecedor para solucionar a questão. Se o caso não for resolvido, é recomendado comparecer ao Procon para registrar reclamação.

    Com informações da Assessoria

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.