Quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015, atualizada às 17h24

Procon abre processo de investigação contra a “Pague Mais" em Juiz de Fora

A Agência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/JF) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) deu início a um processo de investigação preliminar contra a "Pague Mais Ltda". A empresa, credenciada como correspondente bancária, era responsável por receber pagamentos de contas dos consumidores e fazer o repasse aos fornecedores, como agências bancárias, financeiras e prestadores de serviços públicos, entre outros.

Os consumidores que procuraram o Procon/JF para registrar suas reclamações afirmaram que a "Pague Mais" não estava repassando os pagamentos, gerando multas, juros e até a negativação do nome dos consumidores junto aos órgãos de proteção ao crédito. Até o momento, o Procon registrou mais de 40 reclamações contra a empresa.

De acordo com o comunicado emitido pela "Pague Mais", a empresa está passando por problemas administrativos e realizando inspeção interna, estando com as atividades paralisadas por tempo indeterminado. Os responsáveis pela empresa não foram encontrados nos endereços registrados.

Diante da situação, o Procon/JF marcou reunião com o Ministério Público para 11 de março, às 16 horas, a fim de apurar todas as informações recebidas e dar início às medidas cabíveis contra a empresa.

O Procon/JF orienta que fornecedores de serviços ou de produtos são obrigados a debitar os pagamentos realizados junto à empresa "Pague Mais". Basta o consumidor apresentar o comprovante do pagamento.

Os consumidores que quiserem informações e orientações sobre seus direitos podem entrar em contato com o Procon/JF pelos telefones 3690-7610 e 3690-7611, ou comparecer à sede da agência, na Avenida Presidente Itamar Franco, 992, Centro, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h30.

Com informações da assessoria

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.