Sexta-feira, 12 de agosto de 2016, atualizada às 9h18

Depósito terá que pagar R$ 3 mil de indenização por poluição visual em São João del-Rei

Da Redação

Um depósito em São João del-Rei terá que indenizar a coletividade em R$3 mil e ficará proibido de colocar toldos e materiais publicitários em locais não autorizados na cidade, após ser  condenado pela 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) por não respeitar o decreto municipal que regulamenta o uso de toldos e engenhos publicitários para preservar o patrimônio histórico e o meio ambiente da cidade.

O Ministério Público ajuizou uma ação civil pública, acusando o depósito de manter publicidade irregular por dois anos além do prazo estabelecido no decreto para que todos os estabelecimentos comerciais se adequassem às normas.

Na sentença, o juiz determinou que o estabelecimento regularizasse a situação, sob pena de multa diária de R$ 1 mil, limitada a R$10 mil. Entretanto, o MP recorreu da decisão, requerendo que o estabelecimento também indenizasse a coletividade. O relator do processo, desembargador Amauri Pinto Ferreira, entendeu que é cabível a indenização como forma de punição, pois todos os outros estabelecimentos se adequaram à norma, no entanto o depósito só tomou providências após o ajuizamento da ação.

De acordo com o magistrado, ficou evidenciado no processo que “o estabelecimento praticou conduta atentatória à legislação ambiental municipal, ocasionando a ocorrência de dano a toda a coletividade, visto que permaneceu utilizando-se de engenho publicitário causador de poluição visual, prejudicando, assim, a perceptibilidade clara e evidente de todo o conjunto arquitetônico e cultural da cidade de São João del-Rei”. Os desembargadores Albergaria Costa e Elias Camilo Sobrinho votaram de acordo com o relator.

Com informações do TJMG

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.