• Assinantes
  • Autenticação
  • Seus Direitos
    Sábado, 4 de julho de 2020, atualizada às 08h54

    Procon/JF divulga lista das empresas mais reclamadas no primeiro semestre

    Da redação

    A Agência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/JF) divulgou levantamento das empresas registradas com o maior número de reclamações durante os primeiros seis meses deste ano. Devido à pandemia do vírus covid-19, duas listas estão sendo apresentadas: uma referente ao atendimento presencial, no período de 1º de janeiro a 18 de março (antes da paralisação das atividades), e outra apontando os atendimentos registrados no site consumidor.gov.br, relacionados ao primeiro semestre.

    Nos três primeiros meses, as empresas mais reclamadas foram Telemar Norte e Leste S/A, com 840 queixas, seguida de E Show Produções Ltda, com 357, e Tim Celular S/A, 254. No atendimento semestral, pelo site, as empresas de telefonia ganharam as três primeiras posições: com 14,23% do total de reclamações, a Oi atingiu o primeiro lugar; com 8,35%, a Claro ficou em segundo; e a terceira posição foi da Tim/Intelig, com 8,29%.

    A Companhia Energética de Minas Gerais S.A. (Cemig) teve 136 reclamações no primeiro trimestre, e no período semestral, pelo site, 381.

    Esta pesquisa é feita em cumprimento à Lei 13.452, de 19 de outubro de 2016. O ranking das dez empresas mais reclamadas pode ser acessado no site da PJF.

    Name Total %
    TELEMAR NORTE E LESTE S/A 840 15,33
    E SHOW PRODUCOES LTDA 357 6,52
    TIM CELULAR S/A 254 4,64
    TELEFONICA BRASIL S/A 218 3,98
    CLARO S.A. 148 2,7
    BANCO BRADESCO 143 2,61
    VIA VAREJO S/A LOJA FISICA 139 2,54
    CEMIG DISTRIBUICAO S.A 136 2,48
    BANCO ITAU S/A 104 1,9
    NOVA PONTOCOM COMERCIO ELETRONICO S.A. CDISCOUNT 104 1,9

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.