• Assinantes
  • Autenticação
  • Só Sabor
    Que calor!
    Pimenta ultrapassa fronteiras e esquenta até pratos frios
    Confira as receitas!

    Ana Luisa Damasceno
    07/11/03

    Definir a pimenta é difícil. É um tempero? Sim. Um condimento? Também. Seria uma especiaria? Claro! De sabor forte e cor idem, a pimenta caiu no gosto do brasileiro desde que foi trazida para cá, pelos escravos africanos.

    A partir daí a culinária brasileira ficou bem mais colorida - e saborosa. De simples acompanhamento ou tempero, a pimenta passou a ganhar mais destaque na hora da elaboração dos pratos. E suas variações também passaram a fazer parte do dia-a-dia de todos nós.

    Quando se fala em pimenta logo vêm à nossa cabeça a imagem da malagueta, mais famosa, vermelha, brilhante e muito ardida. Mas os pimentões (de todas as cores), a pimenta do reino e a calabresa são apenas alguns exemplos de parentes muito próximos da mais tradicional das pimentas. No total são 25 espécies conhecidas.

    Origem ardida
    Os pesquisadores apontam que a primeira pimenta surgiu no ano sete mil antes de Cristo, na região central do México. O primeiro europeu a ter contato com a pimenta foi também o primeiro a pisar nas Américas: Cristóvão Colombo. O navegador levou a pimenta vermelha para a Espanha, para substituir um dos condimentos favoritos da época, a pimenta preta. Um século depois a malagueta já era conhecida por toda a Europa.

    Antes de se tornarem o acompanhamento principal da maioria das pessoas, as primeiras pimentas eram usadas como medicamentos pelos índios na região onde hoje fica o México. O país, aliás, tem o maior consumo de pimenta do planeta. Lá até as crianças comem pimenta como se fosse doce: as chupetas já vêm com sabor picante.

    Ardor faz bem à saúde
    Boa notícia para quem gosta de um sabor mais picante na comida. Pimenta também faz bem para a saúde e até ajuda a queimar calorias! De acordo com os médicos, elas contém mais vitamina A que qualquer outra planta, e também possuem vitamina C e B. Além disso, as malaguetas carregam magnésio, ferro e aminoácidos.

    A combinação de substâncias importantes ao organismo ajuda até a manter a boa forma. Como são alimentos quentes, as pimentas aumentam a taxa metabólica do organismo. Com isso o corpo queima as calorias mais rapidamente. Essa "ajudinha" funciona assim: cada seis gramas de pimenta queimam 45 calorias.

    Ao redor do globo
    A pimenta é um dos poucos alimentos consumidos em todos os continentes, na maioria absoluta dos países. Calcula-se que ¼ da população mundial consuma pelo menos um alimento com pimenta todos os dias. Em Minas a pimenta está presente na culinária típica. Para algumas pessoas, couve sem pimenta nem pensar. Prova disso é que, só na zona da mata mineira são produzidas cem toneladas por ano.

    Receitas
    Veja as receitas que ou contém a pimenta como ingrediente de destaque ou são à base do condimento.


    Veja como se escreve a palavra "pimenta" em alguns países:

    Japonês Togarashi
    Árabe Fulful ahmar
    Chinês Chao tian jiao
    Espanhol (México) Cola de rata
    Espanhol (Peru) Aji cereza
    Espanhol (Espanha) Pimenta de Cayena
    Croata Paprika ljuta
    Dinamarquês Spansk peber
    Holandês Spaanse peper
    Inglês Red pepper ou Chillie
    Polonês Papryka
    Português (Portugal) Piri-piri
    Françês Poivre rouge, Piment fort ou Poivre de cayenne
    Alemão Cayen ou Pfeffer
    Italiano Peperone

    Acesse as receitas do Só Sabor!
    Clique aqui e cadastre suas receitas.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.