• Assinantes
  • Autenticação
  • Só Sabor

    Brasileiro consome menos leite que o recomendado O ideal é que sejam ingeridos de dois a três copos do alimento por dia. A falta de leite pode causar osteoporose em idosos e osteopenia em adolescentes e adultos

    Clecius Campos
    Repórter
    7/7/2009

    O brasileiro está bebendo menos leite do que o necessário. Segundo pesquisa realizada pela Empresa Brasileira de Pecuária e Abastecimento (Embrapa), no Brasil o consumo anual do alimento é de 140 litros, equivalente a 380 ml por dia. De acordo com a pesquisadora da Embrapa Gado de Leite, Rosangela Zoccal, o Ministério da Saúde recomenda o consumo de 200 litros de leite por ano. "Nessa recomendação deve ser considerado o leite fluido, iogurte, queijos, requeijão, sorvete, bolos, biscoitos e etc."

    Segundo Rosangela, um dos fatores que determina o consumo do leite no Brasil é a cultura. "A população brasileira ainda desconhece todos os benefícios do consumo de leite e acredita que somente as crianças devem consumi-lo. Além disso, há a crença de que o leite engorda."

    Outro motivo para o baixo consumo seria o econômico. "O poder aquisitivo da população ainda é baixo. Como o valor nutritivo do leite não é conhecido, preferem-se refrigerantes ou sucos artificiais, que são mais baratos." Segundo o último levantamento da Secretaria de Agropecuária e Abastecimento da Prefeitura de Juiz de Fora, em 1º de julho de 2009, o preço do leite longa vida variava entre R$ 2,19* e R$ 2,70*.

    Uma alternativa para aumentar o consumo no país, de acordo com Rosangela, seria a criação de uma campanha de esclarecimento sobre as propriedades e os benefícios do alimento. "Nos Estados Unidos existe uma campanha muito forte chamada Bigode Branco. Na China e na Europa também há propagandas sobre o leite. Já o parque industrial brasileiro prefere esperar que outras indústrias façam a divulgação, para que todos se beneficiem." Cerca de 27 bilhões de litros de leite são produzidos anualmente no Brasil.

    Benefícios do leite

    De acordo com a nutricionista Wanessa Aquino, o leite é a principal fonte de cálcio existente na natureza. O nutriente é importante para o crescimento e fortalecimento de ossos e dentes. Sem ele, idosos têm mais possibilidade de apresentar osteoporose. "A doença é mais comum em mulheres mais velhas, que acabam ficando com os ossos porosos. Mas adolescentes, jovens e adultos com deficiência de cálcio podem desenvolver a osteopenia, doença que enfraquece o esqueleto."

    Além de fonte de cálcio, o leite é também rico em vitaminas A e C. A primeira previne problemas na visão e ajuda na formação da pele e músculos. Já a vitamina C mantém mucosas nasais e gengivas saudáveis. "Além disso, é um composto com propriedades antioxidantes, que pode prevenir a gripe."

    Segundo Wanessa, pessoas que têm aversão ao alimento podem compensar sua falta ingerindo quantidade significativa de derivados. O melhor é dar preferência para queijo, requeijão e iogurte. "Esses produtos devem ser consumidos no café da manhã, no lanche da tarde e à noite, para que a substituição seja satisfatória. O leite de soja não substitui o leite de vaca, pois não é fonte de cálcio e de vitaminas."

    Foto de pessoa pegando leite no mercado Foto de caixas de leite na prateleira
    Como tomar leite?

    De acordo com Wanessa, a melhor forma de absorver todas as proteínas e vitaminas do leite é ingeri-lo puro. A absorção do cálcio do leite é dificultada quando o produto é misturado com o café, por exemplo. "Algumas substâncias, como a cafeína impedem que o nutriente entre nas células. A molécula do cálcio é quebrada quando reage com esses elementos do café."

    Segundo a nutricionista, não é necessário ferver a maioria dos leites encontrados nos supermercados. O leite longa vida ultrapasteurizado (UHT) pode perder proteínas e vitaminas quando submetido a temperaturas superiores a 100º C. "Esse produto já foi submetido a aquecimento e pasteurização."

    O mesmo serve para o leite de saquinho. A exceção é o leite tipo C, que necessita de fervura quando administrado em crianças e pessoas idosas. "Este produto tem uma qualidade microbiológica inferior e apresenta alguns microorganismos que podem prejudicar pessoas com baixa imunidade. Com a fervura, o alimento vai perder parte de suas propriedades."

    Foto de sacos de leite na prateleira Foto de sacos de leite na prateleira

    Já o leite da roça deve ser consumido somente após longo período de aquecimento. Segundo Wanessa, este alimento pode conter secreções e até sangue quando retirado direto da vaca. "É importante ainda evitar a nata, a fim de diminuir o consumo dessa gordura, que pode ser prejudicial à saúde."

    Leite não engorda

    Se consumido em quantidade adequada, até 400 ml por dia, o leite não engorda. De acordo com Wanessa, o leite é muito nutritivo para ser dispensado numa dieta de emagrecimento. "Uma pessoa que bebe essa quantidade do alimento e faz alguma atividade física durante o dia certamente não vai engordar", garante.

    Segundo a nutricionista, uma alternativa é consumir a versão desnatada do produto. Enquanto um copo de 250 ml de leite tem cerca de 150 quilocalorias, a mesma quantidade de leite semidesnatado tem 115 quilocalorias. "Os ganhos nutricionais deste alimento são idênticos ao do integral, com a diferença de não conter gordura."

    *Valor informado em julho de 2009

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    por dia

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.