Leon Cleveland Leon Cleveland 23/10/2015

Madden NFL 16: um dos games de esportes mais realistas do ano

Olá, desbravadores do meu querido Planeta Videogame. Assim como FIFA e NBA, existe um outro esporte, este muito popular na terra do Obama, que recebe games todos os anos. Estou falando da NFL, a liga de Futebol Americano dos Estados Unidos e o game Madden.

Vou lhes ser sincero. AMO futebol americano. Acho um esporte muito bacana e que vem crescendo bastante no Brasil, especialmente aqui em Juiz de Fora, com a criação e sucesso do time “Juiz de Fora Mamutes”, mas ao bem da verdade: sou uma negação para esse esporte. Estou mais para uma pessoa que assiste porque acha “maneiro” do que uma pessoa que assiste porque entende tudo o que está rolando. E foi por isso que quando recebi o Madden, tive que chamar um amigo meu que é especialista na forte arte da bola oval, André Magalhães. Dono de um blog muito legal sobre futebol americano, o Aves Patriotas, o André fez um review excelente sobre o Madden:

“Único game de futebol americano para PS4 e XONE, a franquia Madden volta com a edição da atual temporada em Madden NFL 16. Trazendo todos os astros da NFL, a liga de futebol americano dos EUA, a franquia retorna para sua segunda edição na atual geração de consoles, e vai mostrando uma constante evolução visual e na jogabilidade, com um dos games de esportes mais realistas do ano.

O astro da capa é o recebedor Odell Beckham Jr, que ficou mundialmente famoso por ter feito uma das recepções mais incríveis dos últimos anos.

E é nas recepções dos jogadores que o jogo investe na principal inovação na jogabilidade. Foram implantadas novas mecânicas de recepção, que permitem um jogo mais dinâmico e realista.

Agora, quando o passe é feito, o jogador pode escolher receber a bola em três tipos, escolhidos por três botões: Possession Catch, que é uma recepção em que o jogador faz o esforço para ter o controle da bola, sem se preocupar com o avanço de jardas; Run After Catch, que foca na busca de mais jardas corridas após a recepção ser feita; e Aggressive Catch, que faz com que o recebedor busque a bola a qualquer custo – isso inclui recepções como a de Odell Beckham Jr. A partir do momento em que a bola é lançada, aparece um ícone do botão com o tipo de recepção mais adequada para o lance em cima do jogador.

As mecânicas de passes também foram remodeladas, permitindo ao controlador escolher com mais precisão o estilo que o Quarterback irá lançar a bola. Passe mais fraco, mais forte, mais baixo ou mais alto são as opções, que abrem um leque de possibilidades para cada jogada. Claro que, por serem medidas novas, tanto as mecânicas de recepção quanto de passe ainda causam estranheza tanto para novatos quanto para veteranos. Mas é questão de tempo para que o jogador se acostume e passe a tomar a melhor decisão por lance.

Tais mudanças na recepção e no passe contribuem deixando o jogo mais completo e mais realista, com muitos movimentos parecidos com o que se vê nas tardes de domingo pela NFL. Combinando com as mudanças feitas no jogo corrido e no controle defensivo em Madden NFL 25 e Madden NFL 15, os dois últimos jogos da franquia, temos uma jogabilidade que agrada a novos jogadores e a praticantes assíduos do futebol americano virtual. Cada jogada pode ter inifinitas possibilidades, não tornando o jogo mecânico e robótico. A jogabilidade de Madden 16 é a melhor até agora nessa nova geração.

Se por um lado a jogabilidade impressiona, os modos de jogo com exceção do Ultimate Team batem na mesmice. São poucas inovações com relação às edições passadas, principalmente no modo Franchise. O modo carreira de Madden, que permite que o jogador seja dono, técnico ou jogador, continua sendo mais do mesmo apesar das três grandes possibilidades, e pode se tornar entediante com o passar do tempo. Jogar como dono do time é interessante pelo fato de permitir que você mude sua equipe de cidade ou altere os preços dos produtos vendidos no estádio, mas isso é uma diversão muito curta e sem muitos impactos a longo prazo. O modo como técnico não possui grandes mudanças, a não ser um esquema que permite que os jogadores evoluam mais rapidamente com metas alcançadas em cada partida. E o modo de controlar um jogador é totalmente burocrático e sem criatividade. O modo de carreira dos rivais da 2K em NBA 2K deveria servir de exemplo, com seu enredo completo. Se a jogabilidade está em constante crescimento, os modos de jogo estão estagnados.

O Madden Ultimate Team é o modo que mais apresenta atrativos. Introduzindo o Draft Champions, que consiste em fazer uma seleção aleatória de jogadores e disputar uma série de partidas com esse time montado, o Ultimate Team consegue cativar muito bem o jogador. É bem provável que o Ultimate Team do Madden seja melhor do que o do pioneiro FIFA, por apresentar uma vasta seleção de cartas, com muitos jogadores clássicos, e modos de jogo.

Madden NFL 16 é indispensável para o fã de futebol americano, mas também é uma boa pedida para quem apenas gosta de games de esporte. Com uma jogabilidade muito realista, mas sem deixar de perder a diversão, o game recria com perfeição as situações do esporte da bola oval, que cada vez mais conquista fãs brasileiros.”

Galera, não vamos esquecer de dar uma força para o André no Aves Patriotas! Além disso, você encontra o André no Facebook e no Twitter!

E fiquem espertos: Semana que vem começarei uma série de três textos envolvendo uma recente polêmica de um dos cantos mais bizarros do Planeta Videogame: os MMORPGs. Abraços e até semana que vem!

Esse review foi feito com uma cópia digital fornecida pela Warner do Brasil. Madden 16 foi desenvolvido pela EA Sports e distribuído pela EletronicArts. Aqui no Brasil, é distribuído pela Warner do Brasil.


Leon Cleveland é formado em Comunicação Social pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora. É fã de desenhos animados, mitologias, heavy metal, culinária, gastronomia, bacon e é completamente apaixonado por games. Tão apaixonado que sua Tese de Conclusão de Curso foi "O uso da Linguagem Cinematográfica nos Games". Já escreveu para várias publicações, analógicas e digitais, sobre o assunto e planeja se especializar na recente área de "Crítica de Videogames"

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.