• Assinantes
  • Autenticação
  • Tecnologia

    Rádio e TV digital educativas oficializadas em JF Ministro das Comunicações, Hélio Costa, oficializa concessão para Rádio FM e TV com sinal digital da UFJF. A assinatura da concessão será na próxima semana

    Pablo Cordeiro
    *Colaboração
    16/11/2009

    Nesta segunda-feira, 16 de novembro, o Ministro das Comunicações, Hélio Costa (PMDB), esteve em Juiz de Fora para oficializar o acordo de concessão dos direitos da Rádio FM Educativa da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Na próxima segunda-feira, 23, o Ministro retorna para assinar a concessão da rádio e a documentação do pedido de entrada da TV da UFJF, primeira rede educativa a operar com sinal digital no Brasil. Em relação à ampliação do sinal no município, Costa garante a chegada da tecnologia em julho de 2010.

    "A rádio e a TV têm um papel importantíssimo para o sistema de ensino e educação da sociedade. São verdadeiras salas de aula eletrônicas. A TV vai funcionar nos padrões analógico e digital, no canal 4, e a rádio na frequência 100,7", pontua Hélio Costa. Segundo o Reitor da Universidade, Henrique Duque, o investimento para a rádio gira em torno de U$S 350 mil (cerca de R$ 525 mil), enquanto que o destinado para a TV está entre R$ 5 milhões e R$ 10 milhões. "Este investimento está assegurado por ministérios e emendas parlamentares e será liberado o mais rápido possível. Ela servirá como um laboratório para a educação e formação de profissionais. É um grande passo para a pesquisa e formação dos alunos da Universidade. Assim como para toda a população de Juiz de Fora."

    O diretor de Comunicação da UFJF, Kleber Ramos, que irá assumir o cargo de Diretor Geral da Rádio e TV Educativas, afirma que a primeira irá entrar em atividade já no primeiro semestre de 2010 e a TV, no segundo. "Não apenas profissionais da UFJF estarão envolvidos na operação dos veículos. Pessoal de fora, profissionais da Universidade e bolsistas de Comunicação Social e Artes, por exemplo, estarão envolvidos na iniciativa." O cargo de Diretor da TV será do professor da Faculdade de Comunicação Social Ernani Ferraz e a direção da Rádio será do atual coordenador de projetos e eventos da UFJF, Paulo Soares.

    Sinal em Juiz de Fora

    Hélio Costa afirmou que o sinal digital irá chegar à cidade em julho do próximo ano. Até o momento, 24 capitais e 32 cidades polo recebem a distribuição digital. Em Minas Gerais, Belo Horizonte e Uberlândia estão contempladas com a nova tecnologia.

    Em relação à popularização do preço dos conversores do sinal analógico para o digital, o Ministro garante para janeiro do próximo ano a criação de um PPB (Processo Produtivo Básico) específico para fabricação em massa de conversores a preços mais baratos. "Desde a implantação do sinal o preço vem diminuindo. Os conversores custavam cerca de R$ 1.600 e agora estão na faixa de R$ 250. Com esta produção, o preço irá chegar até R$ 100", explica Costa. Esta produção será exportada para países vizinhos da América Latina e parceiros do Brasil no compartilhamento do sinal adotado no país.

    "Esta parceria tem sido excepcional para a industrialização e futura exportação de equipamentos da TV digital. Estive recentemente na Venezuela e fechamos a parceria. Os próximos países serão o Equador, a Bolívia e o Paraguai. Com isto, o Brasil será um polo de transmissão do sinal originado na Ásia, no ocidente", explica. "Os polos industriais de Manaus e de Santa Rita do Sapucaí, em Minas Gerais, estão aumentando as demandas na produção destes equipamentos. Em MG, a produção, número de funcionários e instalações físicas dobraram em dois anos. Neste período, a produção de TVs saltou de 10 milhões para 20 milhões." O ministro também ressaltou o interesse em negociar este compartilhamento de sinal com países africanos. 

    Hoje, o sinal digital atinge 65% do território nacional. Segundo Hélio Costa, até 2014, todas as cidades brasileiras serão cobertas pelo sinal. "Estamos dois anos a frente do planejado, já que o desligamento do sinal analógico será em 2016."

    Tecnologia 3G

    Sobre a chegada da tecnologia 3G a Juiz de Fora, Hélio Costa confirmou que as empresas privadas estão a postos para a liberação do sinal, estando apenas a cargo da Prefeitura a autorização. "As cerca de 35 torres na cidade estão prontas para emitir o sinal em até 24h após a autorização da Prefeitura", ressalta. Sobre o prazo de funcionamento da tecnologia, a Secretária de Atividades Urbanas, Sueli Reis, afirma que, segundo demanda do prefeito Custódio Mattos, a análise dos documentos e requerimentos enviados pelas empresas de telefonia está em processo prioritário. "Há vários dias mantemos contato frequente com as empresas para acelerar o processo. Mas, para o 3G funcionar é necessária a construção de antenas para recepção do sinal de celular e 3G. E isto demanda tempo. Com certeza, o mais rápido possível esta análise será finalizada." 

    Telecentros

    Na ocasião, também foram anunciadas as inaugurações de mais dois telecentros em Juiz de Fora. Atualmente, a cidade conta com 14 salas de capacitação à informática e utilização popular da internet banda larga. Os novos irão funcionar na rua Primeiro de Maio, 57, no bairro Santa Terezinha, e na UFJF, ainda sem local definido. Este último telecentro irá contar com dez computadores, móveis, projetores de DVD, telão e conexão de internet banda larga.

    Segundo ressaltou Hélio Costa, atualmente, 5.465 cidades brasileiras contam com telecentros. A internet banda larga pública no país está em 35 mil escolas, em Minas Gerais, em cerca de 4 mil e em Juiz de Fora, em 116 escolas. 
     

    *Pablo Cordeiro é estudante do 9º período de Comunicação Social da UFJF

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.